Dando continuidade à série de tutoriais para converter arquivos PDF para leitura nos e-readers, como o Kindle e o Kobo, neste post eu vou falar sobre um aplicativo que uma leitora do Vida Sem Papel sugeriu (obrigada, Thainá!), que é o k2pdfopt. Veremos como usar este aplicativo para gerar uma versão otimizada do arquivo PDF que possa ser utilizado melhor pelo seu e-reader.

Continue lendo…

Cada vez mais aumenta o número de usuários de smartphones e tablets que passam a ter acesso a uma gama enorme de serviços e aplicativos em seus dispositivos móveis. E uma das coisas que você pode fazer é ler ebooks, o que torna a vida dos ávidos leitores muito mais fácil, pois agora dá para carregar verdadeiras bibliotecas no bolso, e ter dezenas, centenas ou até mesmo milhares de livros disponíveis na palma da mão, a qualquer momento.

É sobre isso que vamos falar neste artigo, para você que começou agora no mundo dos tablets e smartphones, ou para você que quer conhecer apps novas para explorar este lado do seu dispositivo e poder ler ebooks com facilidade, quando e onde quiser.

Continue lendo…

Embora não tenha uma interface muito intuitiva, o Calibre é um excelente aplicativo para gerenciar os nossos ebooks. Eu já escrevi vários artigos sobre ele, incluindo como usá-lo para converter ebooks de um formato para outro. Se você ainda não o conhece, você pode começar lendo Como gerenciar melhor seus ebooks com Calibre.

Neste post eu vou apresentar uma dica para você explorar mais um recurso deste poderoso aplicativo: como criar e gerenciar múltiplas bibliotecas no Calibre.

Continue lendo…

Alguns meses depois de eu comprar meu Kindle Keyboard, comecei a perceber que ele estava ficando mais lento principalmente para adicionar anotações. Depois, começou a travar até em tarefas básicas, como passar de uma página para outra.

Eu gostaria de compartilhar com você o que eu descobri, para que você possa resolver este tipo de problema. E mesmo se você não estiver tendo este problema, é bom entender o que causa esta lentidão para evitar que ela aconteça no seu Kindle.

Continue lendo…

Este é o segundo artigo da série com dicas para conversão de arquivos em formato PDF para você poder ler no seu e-reader preferido. Vou mostrar especificamente como converter arquivos PDF utilizando o aplicativo Calibre, de forma a converter estes arquivos para os formatos MOBI e AZW3 (para usar no Kindle) e EPUB (para usar no Kobo e praticamente todos os demais e-readers).

Continue lendo…

Tenho recebido uma série de comentários tanto no blog quanto no Facebook de leitores que estão com dificuldades para ler arquivos em formato PDF no Kindle, principalmente. Em alguns casos, tive também alguns comentários de leitores que compartilharam alguns aplicativos que estão usando para converter arquivos PDF para MOBI (no caso do Kindle) e que com isso obtiveram melhores resultados.

Por isso, eu resolvi começar uma série de artigos onde vou explorar alguns destes aplicativos, através de tutoriais mostrando como converter arquivos PDF para outros formatos que permitam que você possa ler melhor os arquivos em formato PDF no seu e-reader Kindle ou Kobo (lembrando que estes e-readers suportam o formato PDF nativamente, mas nem sempre a experiência de leitura é positiva).

Neste primeiro artigo da série, vou falar sobre o serviço de conversão de arquivos PDF providos pela própria Amazon para os usuários do Kindle (e-reader e aplicativos). Nos próximos artigos da série, tratarei sobre aplicativos que também podem ser usados por usuários do Kobo.

Continue lendo…

Eu costumo falar aqui no Vida Sem Papel sobre ebooks, principalmente sobre o Kindle. Neste artigo, eu vou abordar uma outra forma de “ler” livros sem papel: os audiobooks. Como o nome sugere, audiobooks são livros em formato de áudio, também conhecidos como audiolivros ou livros falados.

Há audiobooks comerciais, lidos por atores/narradores profissionais. Estes já estão disponíveis há vários anos, e começaram a ser distribuídos nas antigas fitas cassete, depois migraram para os CDs, e hoje em dia estão disponíveis em vários formatos digitais em forma de arquivos (como MP3). Há também audiobooks lidos por voluntários e distribuídos gratuitamente. Vamos falar um pouco mais sobre eles a seguir.

Continue lendo…

A Amazon começou fornecendo espaço em disco virtual para os clientes que possuem Kindle armazenarem seus ebooks pessoais, mas agora este serviço está expandindo e conta até com aplicativos dedicados para gerenciar este espaço. E o que é mais importante: você pode agora armazenar outros arquivos nele, incluindo as fotos de seu smartphone ou tablet, que é aliás o grande apelo dele. Conheça agora o Amazon Cloud Drive.

Continue lendo…

Confirmando um boato que circulava na Internet há um bom tempo, a Amazon lançou na semana passada o seu smartphone, o Amazon Fire Phone. A gigante das vendas online começou a lançar produtos com sua marca há alguns anos, com o lançamento do e-reader Kindle, depois veio o tablet Kindle Fire, mais recentemente a Amazon Fire TV, além de uma série de serviços como o Amazon Web Services, Amazon Prime, Amazon Instant Video, etc. Não há como negar que a Amazon sabe ganhar dinheiro. E agora chegou a vez da gigante entrar na briga no mercado dos smartphones. E na minha opinião, esta é uma ótima notícia.

Continue lendo…

Para quem possui Kindle, tanto os e-readers físicos quanto as apps, uma pergunta constante dos leitores que aparece aqui no blog é como enviar arquivos para ler no Kindle. Eu já escrevi explicando como fazer isso enviando os arquivos por email e também como copiar os arquivos via USB, manualmente. Eu também expliquei como usar o Calibre para isso. Agora, vou apresentar a você um aplicativo disponibilizado pela Amazon para facilitar esta tarefa: é o Send to Kindle.

Continue lendo…

No último post publicado aqui no Vida Sem Papel, eu convidei os leitores a participarem de um rápido questionário para conhecê-los melhor e principalmente para obter mais informações sobre suas preferências de assunto, para procurar publicar posts que sejam relevantes a cada um de vocês. Agora eu gostaria de compartilhar o resultado desta pesquisa com você.

Continue lendo…

O que era para ser apenas algumas semanas de férias, acabaram virando meses. E eu peço desculpas a você pela minha ausência. Tive problemas de tempo e fiquei um período sem acesso de banda larga à Internet, e é inviável gerenciar um blog no estilo do Vida Sem Papel apenas com 10MB diários de Internet 3G e um iPhone…

Continue lendo…

Como eu já havia mencionado para vocês antes, tenho estado muito ocupada e com dificuldades para conseguir tempo para manter este blog, tanto para escrever os artigos quanto para responder aos comentários dos leitores.

Eu estou saindo de férias e devo retornar em meados de janeiro. Eu gostaria de ter programado uma sequência de posts para serem publicados automaticamente neste período, mas infelizmente não foi possível. Peço desculpas a cada um de vocês por isso.

Continue lendo…

Quem acompanha este blog sabe que eu sou usuária e fã do Evernote, meu “segundo cérebro”. É nele onde eu guardo tudo o que acho interessante, principalmente artigos e informações que encontro na web. Eu já expliquei anteriormente como salvar páginas na web no Evernote, mas esta dica vale apenas para quando você está navegando em seu computador.

No entanto, quem possui um dispositivo iOS, ou seja, um iPad, iPhone ou iPod Touch, você não possui por padrão uma ferramenta provida pela Evernote para salvar as páginas a partir do Safari. Mas há uma dica que circula na Internet que ainda funciona (ela já deixou de funcionar, mas recentemente eu encontrei uma versão que está funcionando atualmente).

Continue lendo…

Recentemente, eu tive o prazer de ser contactada pela equipe responsável pelo blog do Evernote aqui no Brasil. Tivemos um bate papo bem gostoso, e o resultado foi um artigo que eles acabaram de publicar.

Eu gostaria de te convidar a ler o artigo e conhecer um pouco mais sobre como surgiu a ideia de criar este blog, o Vida Sem Papel, e como o Evernote se encaixa nesta história. Você encontrará esta entrevista neste link aqui.

Aproveite e navegue pelo blog do Evernote para conhecer mais dicas sobre este excelente (e para mim indispensável) aplicativo.