Qual é melhor para você, o Kindle ou um tablet?

Se você está pensando em comprar um gadget para leitura de ebooks, mas não sabe qual é a melhor opção para você, se é comprar um leitor dedicado como o Kindle ou Kobo, ou se seria melhor investir num tablet. Vamos explicar quais os pontos fortes de cada um para você poder tomar a melhor decisão.

Vale ressaltar que quando eu falo do Kindle, não estou considerando a família Kindle Fire, que são tablets Android. Neste caso, eu os considero como tablets e não simples leitores de ebooks.

Kindle ou tablet?

Antes de prosseguir, você precisa saber de uma coisa muito importante: o Kindle não é um concorrente dos tablets. O que eu quero dizer é que eles não são produtos equivalentes. Uma coisa é você decidir se quer comprar um Kindle ou um Kobo, que são equivalentes. Ou decidir entre um iPad ou um Nexus 10, que são concorrentes. Você consegue comparar as funcionalidades dos concorrentes para determinar qual é melhor. Mas Kindle e tablets não são concorrentes, e para saber qual é o melhor para você, precisamos avaliar as suas necessidades para então saber se você precisa de um leitor de ebooks dedicado, também chamado de e-reader, ou de um tablet.

Comparar um Kindle com um tablet seria como comparar um MP3 player e um Blu-ray player. Se você quer apenas ouvir música num dispositivo portátil, você comprará um MP3 player. Se quer assistir DVDs, Blu-rays, ver suas fotos na TV, etc, etc, e também ouvir suas músicas MP3 do seu pendrive, então você pode comprar um Blu-ray player. Se você quer apenas ouvir música em casa, qualquer um serve (embora um seja mais caro pois oferece muito mais). Não quero dizer que o Kindle é um MP3 player e o tablet é um Blu-ray player, também não tem nada a ver. Quero apenas fazer a comparação para você entender o quão importante é você determinar o que precisa para aí sim saber qual é o melhor para você.

No caso de Kindle e tablets, por exemplo, eu tenho um de cada. Eu possuo um Kindle Keyboard 3G e um iPad. Eu comprei meu Kindle algum tempo depois de ter comprado o iPad, e para mim os dois são duas “coisas” diferentes, e eu faço bom uso de cada um quando eu exploro o que cada um oferece de melhor, ao invés de compará-los.

O ponto mais importante para determinar qual dispositivo é melhor para você é saber o que você precisa, o que espera do seu dispositivo.

Você precisa de um Kindle ou similar?

Um leitor de ebooks, ou e-reader, é o que o nome sugere, é um leitor de livros eletrônicos, esse é o forte dele e todas as suas funções de destaque existem para te oferecer uma experiência de leitura diferenciada. Quando você vê as características de destaque do Kindle, por exemplo, elas te remetem ao prazer da leitura.

Você já deve ter visto alguém comentando como a leitura no Kindle se assemelha à leitura em papel. Note como a tela dele nem sequer é colorida. Você já viu algum site mencionando em destaque qual é o processador usado pelo Kindle? Ou qual sistema operacional ele roda? Se você procurar, você provavelmente encontrará estas informações, mas elas não interessam, pois o que interessa no Kindle são coisas como: quantos livros você consegue carregar nele, ou o fato de a tela dele não ser reflexiva e você poder ler bem na luz do dia, ou de a tela não ser iluminada e não incomodar os olhos após longos períodos como as telas de LCD/LED, ou o tamanho e peso dele, etc.

Para você ter uma ideia do que o Kindle não é, eu já vi vários usuários comentando sobre os efeitos visuais do iBooks, o aplicativo leitor de ebooks da Apple que você pode usar no iPhone, iPad ou iPod Touch. Realmente, ele impressiona. A animação de mudança de página é bem bacana. Mas para quem gosta de ler livros de papel, esse tipo de aplicativo provavelmente não o agradará. No entanto, essa pessoa faz parte do público alvo do Kindle. Ela não quer “fru-frus” e efeitos especiais, ela quer ler um livro da forma mais agradável possível, e o mais próximo possível da leitura em papel.

Pode ser que você já tenha experimentado ler em telas de computador ou num tablet, e não tenha gostado, e ainda prefira ler em papel. Saiba que o Kindle foi concebido para conquistar pessoas com esse perfil. E os números nos Estados Unidos mostram o quão eficiente ele tem sido nesta tarefa.

Se você acessar o site da Amazon e der uma lida nas características do Kindle, você verá que em vários pontos eles mencionam ou sugerem alguma vantagem que o Kindle tem em comparação com um tablet (como por exemplo a qualidade da tela que não reflete a luz, permitindo a leitura na luz do dia). Mas perceba um detalhe: essa comparação não é feita para convencer a pessoa a deixar de comprar um tablet para comprar o Kindle, mas para convencer a pessoa que já tem um tablet a comprar um Kindle e usá-lo para leitura de livros. Eu sou um exemplo de como essa propaganda é eficaz.

Para poder competir com os tablets, na verdade a Amazon tomou outro caminho: ela lançou a família Kindle Fire, que são tablets Android. Aí sim, ela entrou para competir com os demais tablets do mercado. Mas é tablet contra tablet, e não Kindle contra tablet.

Note que toda a estrutura que a Amazon oferece para o Kindle tem foco na experiência da leitura. O Kindle tem um browser bem básico, para quebrar o galho (e olhe lá…). Ele não foi feito pra isso. Ele foi feito para você ler livros, e ponto.

Portanto, se você está procurando um gadget que te ajude a melhorar sua experiência de leitura, e nada mais (nada de navegar em sites da Internet, jogos, vídeos, etc), o Kindle ou um outro e-reader é o que você procura.

Você precisa de um tablet?

Pense num tablet como um computador mais simples. Não no sentido de poder de processamento, pois existem tablets bem poderosos no mercado. Mas no sentido de que nem tudo o que você faz num computador você consegue fazer num tablet (ainda não, mas há alguns usuários que já poderiam trocar seus computadores por tablets) e também, em geral, a interface de usuário é muito mais fácil de usar.

O tablet é um “faz-tudo”. Você pode jogar, navegar na Internet, acessar seus emails, editar documentos, tirar e editar fotos, fazer vídeos e compartilhá-los, editar planilhas, preparar apresentações, escrever, ouvir música, assistir filmes, interagir nas redes sociais, e muito muito mais. Ah, sim, e você pode ler ebooks também.

É isso mesmo, se você utilizar o aplicativo Kindle ou Kobo ou tantos outros disponíveis, você terá uma experiência de leitura muito próxima à dos e-readers dedicados. No caso do Kindle, que é o que eu conheço melhor, o aplicativo reproduz praticamente todas as funcionalidades do e-reader.

O que você não vai encontrar num tablet em termos de leitura de ebooks? Justamente aquilo que os e-readers fazem questão de destacar, que geralmente é a tela mais agradável para leitura e a grande duração da bateria (eu também gosto que o Kindle é muito mais leve e mais fácil de manusear durante a leitura do que o iPad com o aplicativo Kindle).

O uso dos tablets é tão diverso, que se você conversar com cinco pessoas que possuem tablets e perguntar o que elas mais gostam ou mais usam nos seus tablets, é bem possível que as cinco respostas sejam diferentes, devido à quantidade de recursos que um tablet oferece. É claro que isso depende muito das características de hardware e do sistema operacional de cada tablet (por exemplo, não dá para comparar um tablet xing-ling de R$300,00 com um iPad).

Portanto tenha em mente que se o que você precisa está mais para um “computador portátil” e não apenas um leitor de livros, então pense seriamente num tablet, e esqueça por enquanto o e-reader. E é muito provável que o tablet já atenda todas as suas necessidades em termos de leitura, e você nem precisará voltar a pensar num e-reader dedicado.

E-reader ou tablet?

Neste ponto, você pode estar se perguntando, se um tablet faz tudo o que um e-reader faz, e muito mais, por que ainda existem e-readers dedicados? Resposta: por que ainda existem pessoas que não gostam de ler livros nos tablets, e é aí que entram os e-readers dedicados. E também pessoas que querem apenas ler livros, e não querem investir para comprar um tablet se não precisam de todos os recursos que ele oferece.

Cada um tem seu ponto forte, e cada um foi criado para um público alvo e para cumprir certos objetivos. Agora que você os conhece, você está mais apto a tomar uma decisão entre os dois.

Tente identificar o que você precisa, se é realmente apenas a experiência de leitura que o e-reader oferece, ou se é algo mais, talvez muito mais. Se for, então é melhor você começar a pensar em um tablet.

Analise suas necessidades, e depois que você identificar qual tipo de dispositivo você precisa, aí sim você poderá passar a analisar os vários modelos disponíveis em cada categoria para encontrar o que melhor te atende. Kindle ou Kobo? iPad, Galaxy Tab 2 ou Nexus 10? É isso.

Autor: Cristiane Ferreira

Cristiane Ferreira trabalha há 24 anos com Tecnologia da Informação, principalmente na área de Internet. Ela curte tecnologia e gosta muito de escrever, e também gosta de ajudar as pessoas a navegar no mundo dos eletrônicos e Internet.

Compartilhe este artigo no

116 Comentários

  1. Qual é o modelo de kindle que vc usa?

    Envie uma resposta
    • Na verdade hoje fico com o tablet por uma razão simples… não ficar refém de uma livraria só. Ontem comprei um ebook na Saraiva. Se hoje comprasse na Livraria Cultura, não poderia ler no meu Kindle… ou na Apple Store… etc!
      Não gosto do brilho do iPad, mas a possibilidade de ler “quase” tudo cobre esta desvantagem!
      No computador não consigo ler por uma questão ergométrica, sentado com a cabeça reta.

      Envie uma resposta
      • Pierre, é por isso que eu acho importante cada usuário avaliar sua necessidade, pois o que é bom para um não necessariamente é bom para outro.
        Este ponto que você colocou é importante, sem dúvida, e é uma grande vantagem a favor do tablet, eu concordo contigo.
        E eu também não consigo ler no computador, nunca consegui. Uma pesquisa, leitura rápida, tudo bem, mas ebooks inteiros não rola.
        Um grande abraço!

        Envie uma resposta
      • Não acredito que essa seja uma boa razão para não comprar um kindle, pois eu tenho e baixo centenas de livros gratuitos e leio no meu kindle. Inclusive você também pode comprar em outra livraria e converter para o kindle. 🙂

        Envie uma resposta
        • Olá Jéssica, como funciona esse lance de converter? Posso inclusive abrir os PDF’S da Faculdade nele? Ou vai ficar com um aspecto esquisito e formatação distorcida?

        • Oi Jéssica, então quero muito comprar um kindle para ler PDFs da faculdade. Você acha que ele cumpre bem essa função? Obrigada

        • Você consegue converter da Saraiva pro Kindle?

        • Sim, é um ótimo aparelho. Mas já que há diversos modelos, por que comprar qualquer um? Por que não pesquisar primeiro o que melhor nos atende? Aguardo resposta de quem conhece.

        • Jessica, se você sabe converter e se isso funciona bem para você, ótimo. Como eu disse, a escolha é bem pessoal. Abraços!

  2. Eu quero muito um kindle igual ao seu, mas não tenho esperança dele ser vendido logo aqui no Brasil. Acho que a principal diferença entre o tablet e o ereader é que te tem gente que não curte um aparelho pra jogar e quer apenas carregar seus livros pra ler de forma confortável.

    Beijos
    http://www.leitoraincomum.com

    Envie uma resposta
    • Sim, Fê, é uma pena que a Amazon esteja demorando tanto pra trazer os outros modelos aqui pro Brasil. Deveria ter trazido pelo menos o Kindle Touch, para oferecer uma opção com touchscreen. A Livraria Cultura já tem três modelos do Kobo à venda, e são muito interessantes. Se compararmos o hardware apenas, estes três são melhores que o Kindle vendido aqui. A Amazon precisa agir logo, senão pode perder o momento.
      Abraços!

      Envie uma resposta
        • Concordo contigo, e para nós consumidores é ótimo que haja concorrentes fortes, pois isso força as empresas a baixarem preços e oferecer melhores serviços. Toda vez que a gente vê uma única empresa com presença absoluta num ramo qualquer, ela se acomoda e deixa de trazer melhorias para os consumidores.
          Espero que aqui no Brasil haja um “boa briga” entre o Kindle e o Kobo, que nós é que sairemos guanhando com isso 😉
          Um grande abraço!

  3. No meu caso, optei pelo Kindle, pois ainda não senti a necessidade de adquirir um tablet. Tenho um notebook, que uso para fazer tudo (inclusive escrever confortavelmente num teclado!).

    Quando preciso de portabilidade, tenho meu smartphone, que tem todas as funcionalidades de um tablet: posso ler e-mail (e respondê-los, se for o caso), ler notícias, jogar, pagar contas, consultar minha agenda, escrever no bloco de notas (Evernote), ou seja, tudo que um tablet faz, com a vantagem de caber na minha bolsa! O Galaxy S3 da Samsung, por exemplo, é maravilhoso! Em vez comprar um tablet, apostaria numa belezinha desta! 🙂

    O que não gosto no tablet é o teclado, me dá um profundo desgosto digitar neles, e se for para causar esta sensação, prefiro usar meu celular, que tem o mesmo tipo de teclado.

    O e-reader sim, tem um diferencial que nenhum deles tem: não cansa os olhos. Abraços!

    Envie uma resposta
    • Patrícia, eu concordo com você. Para quem tiver que escolher entre um e outro, também acho o smartphone mais prático e conveniente. Para uma tela maior, um notebook (ou ultrabook ou netbook) pode ser mais conveniente do que um tablet. Mas e-reader, para quem não gosta de ler em telas de LCD e/ou prefere ler em papel do que no computador ou tablet, não tem substituto.
      Acho que você fez uma ótima escolha, espero que você curta bastante o seu e-reader.
      Um grande abraço!

      Envie uma resposta
  4. Eu tenho um kindle.Eu amo.Mas tentar leitura audible, meu Deus, coisa horrível.Parecem robôs lendo, nenhuma emoção,pausa,etc. A Amazon não sabe disso? Cris,como ler e ouvir mp3 ao mesmo tempo.Não consigo, só uma coisa ou outra.

    Envie uma resposta
    • Carmen, você se refere ao Text to Speech do Kindle? Aquela função que você liga dentro da leitura do ebook e ele começa a ler o texto? Pois de certa forma é um “robô” que lê mesmo, é uma leitura via software, não é uma gravação. Quando a Amazon lançou esta funcionalidade no Kindle, houve uma tremenda polêmica por parte das editoras pois achavam que isso ia acabar com as vendas de audiobooks, sem que elas ganhassem nem um centavo com isso. Na minha opinião, acho que é por isso que a Amazon não investiu muito mais nisso. Ou seja, se o usuário quiser um audiobook de qualidade, terá que comprar um.
      Mas eu gosto muito de usar o Text to Speech pois eu o uso para manter o ritmo da leitura, me ajuda a não me distrair (eu vou lendo com os olhos acompanhando a leitura eletrônica). Mas eu não o uso como livro em áudio, realmente aí não dá.
      Quanto ao Audible, este é um serviço que já existe há um bom tempo, e que a Amazon acabou comprando. Eles vendem audiobooks, e você pode ouvir estes audiobooks no Kindle (apenas nos modelos suportados). Eu comprei alguns audio books na Audible há alguns anos, para usar durante caminhadas, e achei muito bons, os profissionais que liam o livro eram excelentes, transmitiam muito bem emoção, suspense, diferenciação de vozes para identificar personagens diferentes. Pode ser que você tenha dado azar de comprar um audiobook que não fosse bom, mas acho que o que você usou é o Text to Speech mesmo.
      Quando a MP3, eu também não gosto de ouvir música quando estou lendo, gosto muito de me concentrar na leitura. Na verdade, eu nunca usei esta funcionalidade no meu Kindle…
      Muito obrigada pelo comentário, Carmen!
      Um grande abraço!

      Envie uma resposta
  5. boa noite Cris você poderia me responder se eu posso usar o kindle para ler no escuro ou pode ser somente no claro?

    Envie uma resposta
    • Oi Luiz!
      Respondendo sua pergunta, os modelos de Kindle com tela e-Ink procuram imitar uma folha de papel, e não tem iluminação. Você precisará de uma luz externa, como um abajur, para ler, como se fosse um livro impresso mesmo. Já o modelo Kindle Paperwhite tem iluminação, mas ele não é vendido no Brasil.
      Lembrando que a iluminação emanada na tela, como ocorre nas telas LCD e LED, cansam as vistas e esse é um dos motivos que normalmente as pessoas preferem ler livros de papel do que em dispositivos digitais. E é justamente a tela uma das grandes vantagens do Kindle, que torna a leitura bastante agradável.
      Para mais informações sobre os modelos de Kindle, dê uma olhada neste artigo:
      http://www.vidasempapel.com.br/modelos-de-kindle-da-amazon/

      Um grande abraço!

      Envie uma resposta
  6. Cris, há muita diferença na que cabe a conforto da leitura de um tablet com um software kindle ou kobo referente à iluminação destes, de parecer uma folha de papel ? não sei se compro um kobo e um smarthphone ou só um tablet (usaria mais pra leitura e assistir a vídeos) Acha que o tablet com software kindle/kobo já é o sufuciente pra não cansar a leitura?
    Obrigado.

    Envie uma resposta
    • Lucas,
      Esta é uma questão que pode variar de pessoa pra pessoa. Para mim, pessoalmente, a diferença entre a tela de um e-reader e de um tablet começa a aparecer em leituras mais longas, eu diria após duas horas de leitura em sequência. Até 2 horas, eu consigo ler sem problemas num tablet.
      Eu usei meu iPad por um bom tempo com o software Kindle, mas como por vezes eu faço leituras longas (eu tenho uma grande dificuldade de parar de ler quando a história está interessante), eu achei o Kindle mais confortável. Para você ter uma ideia, neste final de semana prolongado eu li a trilogia completa do Jogos Vorazes. Eu nunca conseguiria ter feito isso com uma tela LCD, mas com o Kindle foi tranquilo.
      Se você não tem este hábito de ler por várias horas a fio, ou se não se incomodar em fazer intervalos nas suas leituras, e mais esta questão de poder usar mais ferramentas num tablet, pode ser que ele te atenda bem sim.
      Espero ter ajudado.
      Um grande abraço!

      Envie uma resposta
      • Ajudou sim Cris, obrigado 😀
        Como utilizarei mais leitura de livros para estudo, nem é prudente ficar mais de duas horas sem dar uma pausinha, até para assimilação da matéria. Agora falta eu decidir o tamanho da tela, Conforto X Mobilidade, mas acho que ficarei com um de 7” mesmo.
        Abraço 🙂

        Envie uma resposta
        • Lucas, concordo contigo. Eu sempre faço leituras longas em livros de ficção. Em qualquer coisa não-ficção, é bom dar pausas, como você disse.
          Sobre o tamanho ideal, eu acabei de comprar um iPad Mini, e amei. Achei o tamanho perfeito para carregar (cabe dentro da bolsa sem dificuldade) e para segurar (eu tinha um iPad 1 antes, que era bem mais pesado).
          Acho que um tablet de 7” será uma boa escolha.
          Abraços!

        • Olá Cris!
          Acabei de aquirir o Ipad Mini e estou amando. Lendo as suas dicas, vou acabar abaixando outros dois apps Kindle e iBooks, pois o Kobo, já tenho instalado, por razões que você já descreveu! Na verdade, estava pensando em ficar somente com um app, no caso o Kobo, para não ocupar desnecessariamente a memória! E onde vc está armazenando os ebooks?
          Abraço e um final de semana cheio de alegria!

        • Gisele,
          Quanto às apps, apesar de meu iPad Mini ter só 16GB, eu faço questão de ter estas aqui, nesta ordem de importância: Kindle (minha principal), Kobo, iBooks e Google Play. O que eu faço para economizar espaço é só baixar alguns poucos ebooks, aquele(s) que estou lendo (geralmente eu leio mais de um ao mesmo tempo) e alguns para ler depois. Depois de lido e sincronizado, eu os removo. No caso de arquivos PDF, eu crio uma versão anotada, e envio para o Google Drive, e depois apago do iPad.
          Se você lê em inglês, você *precisa* ter a app do Kindle, você vai encontrar muuuuitos ebooks gratuitos (ou pelo menos bem baratos) na Amazon, pois há muitas promoções “relâmpago” lá.
          Quanto aos ebooks, no caso das livrarias online como Amazon, você tem todos os ebooks que você comprou na sua biblioteca, e você pode baixá-los novamente, quantas vezes quiser, a qualquer momento. Portanto, não precisa ficar acumulando tudo no seu tablet. Você pode até enviar arquivos pessoais, nos formatos suportados, e guardar na sua biblioteca da Amazon e também baixá-los quando quiser (você tem 5GB de espaço lá para isso).
          Quanto aos meus ebooks (não os que comprei na Amazon, mas os que tenho em arquivos soltos), eu os mantenho todos no meu notebook, e os gerencio com o Calibre. O diretório onde fica a biblioteca do Calibre está sincronizado com o Google Drive, portanto eu tenho acesso a qualquer arquivo através da Internet. Quando quero ler algum ebook meu (não os que comprei nas lojas, mas arquivos que estão no meu disco no Calibre), eu faço o seguinte: se for arquivo PDF, eu uso o próprio leitor no iPad (eu uso o GoodReader) para baixar o arquivo desejado do Google Drive e lê-lo; se for formato MOBI, eu envio direto para a minha biblioteca da Amazon por email, e o baixo no Kindle ou na app Kindle; se for outro formato, primeiro eu o converto para o formato MOBI (para lê-lo no Kindle) depois eu o envio por email para a Amazon.
          Tudo isso que eu mencionei, eu já expliquei em detalhes em vários posts que eu escrevi aqui no blog. Se você quiser, você pode navegar pelos posts mais antigos e ver o que te interessa. Se tiver alguma dúvida, pode falar que eu aponto para o post específico, OK? (Eu não mencionei todos aqui para não deixar estas resposta com links demais).
          Dá então uma olhada nos posts que eu já escrevi sobre o Calibre para você ter uma ideia melhor sobre este excelente gerenciador de ebooks:
          http://www.vidasempapel.com.br/tag/calibre/
          Explicando isso para você, me deu a ideia de escrever um post sobre isso, explicando como eu uso toda essa parafernália para ler meus ebooks no iPad. Como eu disse, eu costumo ler no Kindle, mas se for arquivos PDF eu prefiro ler no iPad mesmo.
          Se quiser mais detalhes sobre algum destes itens, me avisa que eu te indico os posts, OK?
          Tenha um ótimo final de semana!
          Um grande abraço!

        • Oi Cris! Obrigada pelas dicas! Vou abaixar então o gerenciador de ebooks Calibre e o app Google Drive no notebook e no Ipad Mini. O meu tb só tem 16 GB. No meu smartphone da Samsung tenho o Google Play Livros, além do Aldiko que possui ebooks gratuitos em inglês e espanhol. Achei interessante os seus posts sobre os ebooks Planejando Viagens com o Evernote e Organizando a vida com o Evernote e pretendo adquiri-los. Sobre o app Evernote Hello tb. Grata por tudo e um grande abraço.

        • Gisele, fico feliz que você esteja encontrando informações úteis no blog, que bom! Se tiver mais alguma dúvida, é só falar.
          Um grande abraço!

      • Eu acho que pra ler deitada o Kindle é perfeito, leve para segurar, vc pode apoiar num travesseiro, deitar de lado e ler tranquilamente, enfim por tudo que ela já falou tambem, estou super satisfeita com meu Kindle.

        Envie uma resposta
        • Concordo contigo, Eliane. Eu também costumo ler a noite, e de fato o Kindle é bem leve e fácil de segurar. Mais fácil até do que um livro impresso, não é?

  7. Eu baixei o aplicativo do Kindle no tablet e é muito bom de ler (pelo menos no tablet da Sansung). Comecei a ler livros em inglês, com o objetivo de me aprimorar no idioma. Com a ajuda do app do Google Tradutor, consigo ler o significado da palavra, frases com aplicações e ouvir a pronúncia correta. O meu Kindle tenho levado na bolsa todos os dias, sempre que fico ociosa aproveito para ler. Adoro!

    Envie uma resposta
    • Que legal, Patrícia! Obrigada por ter compartilhado sua experiência com seus gadgets. Eu também gosto do aplicativo do Kindle no iPad, ainda o uso, quando o Kindle não está por perto. Boa dica sobre o Google Tradutor, valeu!
      Um grande abraço!

      Envie uma resposta
  8. Cris, preciso de ajuda : amo ler e já não tenho espaço físico para armazenar meus livros. Ganhei o TABLET GALAXY 2 mas que também não tem tanto espaço assim para armazenar os livros – ainda não descobri como gravar os livros no cartão sd deixando no aparelho somente o que estou lendo pq o modelo não é vendido aqui no Brasil. Pensando em uma biblioteca … qual a melhor opção : o KOBO GLO ou O KINDLE FIRE HD ??? Tenho um amigo indo para os EUA e queria saber em qual deles devo investir.
    Grata,
    Gisa.

    Envie uma resposta
    • Gisleide, já te dou uma dica para usar no próprio Galaxy 2: use o aplicativo do Kindle e envie seus ebooks para a Amazon por email. Assim seus arquivos ficam guardados na nuvem da Amazon, você pode remover os arquivos que quiser do tablet e eles continuarão disponíveis na nuvem, você poderá baixá-los novamente quando quiser. Para te dar uma noção melhor, dê uma lida neste artigo:
      http://www.vidasempapel.com.br/como-transferir-arquivos-para-o-kindle-por-email/
      Quanto à sua dúvida entre o Kobo Glo e o Kindle Fire HD, eles são bem diferentes, um é um e-reader e o outro é um tablet. Como eu expliquei neste artigo, você precisa identificar se o que você precisa é apenas ler livros ou se quer mais aplicativos.
      Ou seja, se você espera encontrar um substituto para o seu tablet atual, descarte o Kobo Glo.
      Mas com relação ao Kindle Fire HD, a Amazon do Brasil ainda não vende aplicativos na sua loja online. Há boatos rolando de que ela pode liberar isso a qualquer momento, mas enquanto isso não acontecer, você não terá aplicativos para instalar além dos que já vem no Kindle Fire. Ou você poderá criar uma conta na loja americana para obter os aplicativos lá, mas aí não poderá comprar a grande maioria dos ebooks em português. Lembrando que isso vale enquanto a Amazon não lançar as apps aqui no Brasil, OK?
      E em relação à biblioteca, eu não conheço a fundo como funciona a biblioteca do Kobo Glo, mas não acho que seja possível enviar arquivos pessoais para ela (na nuvem) como dá para fazer na Amazon. No seu caso, eu acho melhor ficar com a Amazon para garantir que você poderá colocar até 5GB de ebooks pessoais na nuvem e baixá-los quando quiser pro Kindle (e-reader ou aplicativo). Se você concordar comigo, então avalie se você quer um Kindle Paperwhite (em substituição ao Kobo Glo) como e-reader ou um tablet Kindle Fire HD.
      Mas novamente insisto: você já consegue fazer o que precisa hoje, com seu tablet atual, usando o aplicativo Kindle e enviando seus arquivos para a Amazon. Experimente, acho que isso já vai te ajudar bastante.
      Se tiver mais alguma dúvida, pode perguntar.
      Abraços!

      Envie uma resposta
      • Olá, Cris!
        Estou interessada em comprar um Kindle Fire e o que mais me interessa é o recurso Immersion Reading, além do fato de ser um “tablet”. Essa parceria da Amazon com a Audible, que possibilita esse recurso, só está disponível mesmo no Kindle? O que você sabe a respeito? Isso me ajudaria muito a decidir. Muito obrigada!

        Envie uma resposta
        • Vilma,
          Peço desculpas pela demora em te responder!
          Eu ainda não conhecia este recurso de “immersion reading” que você comentou, parece ser interessante. É que eu não tenho familiaridade com o Kindle Fire, pois ele só é vendido na Amazon americana, ainda não tive a oportunidade de experimentar um. E como ele é um tablet, é beeeeem diferente dos demais Kindle que são e-readers.
          O que eu chamo atenção para este recurso é que, pelo que eu entendi, para usá-lo você precisará comprar o ebook em formato Kindle e o audiobook em formato Audible (ou seja, de certa forma você pagará duas vezes pelo livro).
          Eu uso algo parecido no meu Kindle (que é o Keyboard 3G), que contem uma funcionalidade onde ele lê o texto do ebook (só para ebooks em inglês). A voz é mecânica, pois ao contrário do Audible (que são audiobooks lidos por profissionais), o recurso do meu Kindle é um software que faz a leitura. A vantagem é que eu não pago a mais por isso.
          Mas a Amazon descontinuou esta funcionalidade e não a incluiu nos outros Kindles lançados após o meu. Agora entendo porque: eles queriam levar o público para o “immersion reading” e para pagar o audiobook.
          Vale também mencionar que, pelo que me lembro de quando a minha conta estava na Amazon americana, quando você compra um ebook lá, ele te apresenta a opção de comprar o audiobook com desconto, acho que é justamente para isso. Mas na loja brasileira não tem isso.
          De qualquer forma, se você comprar um Kindle Fire, terá que manter seu usuário na loja americana, pois aqui na brasileira não tem aplicativos.
          Se tiver mais alguma pergunta, pode falar.
          Um grande abraço!

        • Olá, Cris, obrigada pela atenção.
          É, eu não havia entendido que talvez tenha que pagar duas vezes pelo recurso. Como existe a parceria Amazon-Audible, creio que há descontos interessantes.
          O difícil é saber como tudo isso funcionaria sendo usuária da Amazon americana.
          Mas suas informações clarearam mais o caminho, muito obrigada por tudo.
          Abraço!

        • Vilma,
          Fico feliz que as informações foram úteis!
          Se eu encontrar mais alguma informação sobre isso, eu posto aqui, OK?
          Um grande abraço!

  9. Cris, bom dia.
    Acabei de conhecer o “vida sem papel” e gostei muito. Parabéns!
    À propósito, ainda não tenho um e-reader mas tenho interesse de adquirir. Vi o lançamento Kobo Aura HD e achei bastante interessante, principalmente se comparado aos modelos Kindle disponíveis no Brasil, e este já é o quarto modelo. E pelos últimos posts você havia avaliado quando haviam três modelos de kobo. O que você acha?

    Envie uma resposta
    • Edgard,
      Realmente o Kobo Aura HD parece ser um excelente e-reader, com base nas informações dos sites da Internet, mas ainda não tive a oportunidade de ver um “pessoalmente”. Assim que tiver um tempo livre, verei se consigo um emprestado para fazer uma review, pois assim dá para dar uma opinião mais concreta.
      Um grande abraço!

      Envie uma resposta
  10. Muito legal o artigo. Eu uso tablet há uns 2 anos e sempre tive dificuldade para leituras longas. Eu optei pelo Kobo Glo e não me arrependo. Fiquei naquela dúvida comum entre Kindle e Kobo, mas a disponibilidade de livros jurídicos na plataforma kobo foi decisiva.

    Envie uma resposta
    • Muito obrigada pelo seu comentário!
      Fico feliz que você tenha tomado uma decisão que foi apropriada para o seu uso, assim não corre o risco de gastar dinheiro e deixar o dispositivo encostado. Que bom que você gostou do Kobo, e agradeço seu feedback sobre ele.
      Um grande abraço!

      Envie uma resposta
  11. Olá Cris!
    Esse artigo foi decisivo para uma dúvida que eu estava entre o Kindle Paperwhite e o Fire! Obrigada 🙂
    Fiquei com uma dúvida em algo que você escreveu mais acima: que a experiência igual ao do livro é a sem luz, mas no Paperwhite você pode ativar a luz só se for preciso, certo? Queria saber se sem a luz, é igual aos demais.
    Podendo comprar entre os modelos disponíveis nos EUA, qual seria melhor: Kindle ou Kobo?

    Muito obrigada!

    Envie uma resposta
    • Denise,
      No caso do Paperwhite, ele sempre fica com a luz acesa, mas você pode deixá-la bem fraquinha. No caso do Kobo Glo, você pode desligar a luz por completo.
      Como a iluminação é projetada da lateral da tela, ela não incomoda os olhos como as telas LCD.
      Quanto a escolher entre o Kindle ou Kobo, em termos de e-reader, são bem semelhantes. Por isso vou te dar a recomendação que eu costumo dar para todos que tem esta dúvida: decida entre a Livraria Cultura ou a Amazon, pois é isso que fará a maior diferença para você. Veja o acervo de cada uma, instale o aplicativo de cada uma no seu PC (ou se possuir, no tablet ou smartphone), baixe alguns ebooks gratuitos, leia pelo menos um, faça anotações, etc. Use tudo o que puder, para você ver como funciona a estrutura de cada loja. Pois depois que você escolher seu e-reader, aquela loja será a sua fonte de ebooks.
      No caso do Kobo, outra vantagem é que ele suporta mais formatos do que o Kindle, mas se você gostar mais da Amazon (como é o meu caso), você pode usar o Calibre para converter ebooks que você já possua (sem DRM).
      Não sei se ficou claro, se tiver mais alguma dúvida, pode perguntar.
      Um grande abraço!

      Envie uma resposta
  12. Cris, você está de parabéns pelo seu blog, pois hoje senti uma necessidade muito grande de ter um aparelho na qual eu possa ler sem ter que comprar um livro “físico”, pois alguns que eu desejo são caros e nem sempre tenho condições. Então o seu blog foi o primeiro que eu vi e gostei, sem “puxassaquismo”. De fato o Kindle e Kobo Glo me chamaram bastante atenção, pois eu também penso em ter um tablet. Porém, o que eu queria mesmo é um aparelho simples com um bom custo benefício que eu possa ler (principalmente livros que eu encontro de graça na internet com formato PDF ou outros), escutar músicas e assistir filmes, apenas isso. Então, como sou “verde” nesse assunto todo aqui (por mais que eu tenha lido muitas coisas, aprendi poucas rs), queria saber se existe algum aparelho (seja Kindle ou não) que atenda essas minhas necessidades e que tenha um bom custo benefício. Espero por sua resposta!
    Um abraço!

    Envie uma resposta
    • Mário, obrigada por seu comentário, fico muito feliz que tenha encontrado informações úteis aqui no blog.
      Pelo que você colocou em seu comentário, de fato a melhor opção para você seria um tablet mesmo. Eu possuo um iPad Mini, mas você pode encontrar outras boas opções bem mais em conta. Embora eu ainda não tenha utilizado nenhum tablet Android, acredito que você possa ir por este caminho, mas recomendo fortemente que você se atenha a marcas mais conceituadas, mesmo que custe um pouquinho mais. Pesquise por exemplo o recente Samsung Galaxy Tab 3 (o de 7 polegadas é o mais barato, mas o de 8 e de 10 são mais poderosos, e é claro, mais caros). Tenho visto algumas boas promoções deste tablet.
      Se você tiver acesso a alguém que possa trazer um tablet dos Estados Unidos para você, aí você pode pesquisar, além dos Galaxy Tab, também os Kindle Fire (que são tablets Android) ou o Nexus.
      Como eu te disse, eu não conheço estes tablets “pessoalmente”. No caso do Kindle Fire, temos vários leitores do blog que possuem e gostam muito dele.
      Espero ter ajudado. Se tiver mais alguma dúvida, pode perguntar.
      Um grande abraço!

      Envie uma resposta
      • Obrigado pela resposta, Cris! Realmente me ajudou bastante em escolher algo. De fato o Galaxy Tab 3 é uma boa escolha e tá bom de preço. Mas eu queria fazer só mais uma pergunta rs… O Kindle “basicão”, tem como passar livros em formato PDF ou outros para dentro dele? Por que tem eu tenho intenção de adquirir alguns livros através de sua loja, porém também quero ler alguns livros que tenho em meu computador, e seria muito bom se eu pudesse fazer isso. Pode ou não? Obrigado mais uma vez!

        Envie uma resposta
        • Mário,
          O Kindle suporta poucos formatos, mas dá para converter. Veja o post que eu publiquei sobre o Calibre, ele suporta quase tudo o que é formato de ebook que você imaginar:
          http://www.vidasempapel.com.br/como-converter-ebooks/
          Mas tem um porém: o formato PDF é um pesadelo em termos de conversão. O Kindle suporta este formato nativamente, então você até consegue abrir o arquivo sem precisar convertê-lo, mas se a fonte for muito pequena ou se a formatação não for boa (por exemplo, com uma cor de fundo que atrapalhe a visualização do texto), então fica difícil ler na tela do Kindle. Eu, particularmente, não gosto de ler arquivos PDF no Kindle. Já tentei algumas vezes, mas não gostei. Acabo usando o iPad para isso.
          E se for tentar converter, aí é loteria: você pode dar sorte e a conversão sair boa, ou por motivos além da nossa compreensão, a conversão pode resultar num arquivo com problemas. Eu estou até pensando em escrever um post para explicar melhor sobre os problemas do formato PDF… Eu falei um pouco sobre isso neste post aqui:
          http://www.vidasempapel.com.br/lendo-arquivos-pdf-no-kindle/
          De qualquer forma, dá para ler sim no Kindle, mas nem sempre é satisfatório.
          Abraços!

        • Mais uma vez te agradeço, Cris! De verdade mesmo, tens sido um anjo em minha (in)decisão. Mas e o Kobo Glo? Ele suporta arquivos em PDF? Tem como colocar nele alguns livros baixados no computador? Sinceramente, esse lance de comprar livros que, pelo menos pra mim, só servem para ler uma vez e pronto, tem que ser baixados e não comprados, porque pelo menos ocupa menos espaço. Gosto mesmo de comprar livros de História (que é a área que eu estudo). Você acha uma boa um Kobo Glo?
          Um abraço…

        • Mário, desculpe a demora na resposta.
          Sim, o Kobo Glo suporta o formato PDF. Eu particularmente não gosto de ler arquivos PDF em e-reader, prefiro ler no tablet.
          E sobre os livros que você lê só uma vez, na minha opinião os autores e todos aqueles que trabalharam para produzir aquele livro merecem receber a recompensa pelo trabalho deles, você não acha? Então o certo é comprar sim, nem que seja pra ler só uma vez. Pelo menos é o que eu penso, pois eu gosto de receber o meu pagamento pelo meu trabalho 😉
          Ainda sobre o Kobo Glo, não sei se você chegou a ler, mas eu tive a oportunidade de fazer uns testes com ele, e gostei dele sim, acho que é um ótimo e-reader, dê uma olhada:
          http://www.vidasempapel.com.br/avaliacao-do-kobo-glo/
          Um grande abraço!

  13. Obrigado, muito elucidativo, vou de Kindle. Abraços!

    Envie uma resposta
  14. Adoro a página, só que esse fundo adorável que parece um papel amassado , pelo fato de ficar tudo muito claro acho que incomoda na hora de ler esses ótimos post.

    Envie uma resposta
    • Eliane,
      Agradeço você ter mencionado isso. Estou planejando uma mudança de visual no site para o começo do ano que vem, e é importante saber a opinião de vocês. Vou anotar já este seu comentário, e pretendo mais pro final do ano fazer uma pesquisa para que vocês possam dar mais sugestões como esta.
      Muito obrigada!
      Um grande abraço!

      Envie uma resposta
  15. Boa Noite Cris, eu preciso estudar e não preciso de internet ou celular, gostaria de uma aparelho quem leia PDF, Word, toque vídeos e mp3.Tudo que eu precisar baixar coloco no notebook e depois passaria para esse dispositivo ,O que vc aconselha?

    Envie uma resposta
  16. OLá, eu prefiro ler no Tablet, lá posso colocar inúmeros livros em PDF e nao há qualquer limitaçao de formato de texto. Além disso coloco o fundo da tela em preto e a letra em tom de verde ou amarelo e fica perfeito, nao cansa as vistas e posso ler perfeitamente no escuro como no claro. Com o fundo em preto a bateria dura muito mais tempo. Eu recomendaria o tablet.

    Envie uma resposta
    • Fernando,
      Legal, agradeço você ter compartilhado sua opinião. Isso é bacana para ajudar os outros leitores a tomarem a melhor decisão para eles.
      Valeu!

      Envie uma resposta
  17. Bom dia, muito bom o texto. Estudo para concursos e preciso diminuir o peso na mochila, muitos materiais estão em PDF, DOC, PPT além de vários aplicativos para concurseiros. Vou optar por um Tablet. Muito obrigado, esclarecedor.

    Envie uma resposta
    • Mateus, de nada. Acho que devido à variedade de formatos, e por permitir também o acesso à Internet, um tablet será mais útil para você nos seus estudos. Isso sem contar que, se você pegar um equipamento com um bom processador, pode abrir várias apps com documentos diferentes simultaneamente, que pode também ser bastante útil.
      Um grande abraço!

      Envie uma resposta
  18. Que bom ver tantos comentários num artigo de leitura.

    Diferente de outros, tenho um tlm simples para chamadas e um tablet que ate agora substitui bem um nootbook.

    Venho sentindo necessidade de um equipamento mais confortavel para ler. É aqui que surge uma duvida… os e-readers cansam menos a vista? Fazem menos mal aos olhos? Há estudos em relação aos beneficios?

    Bom artigo. Cumprimentos.

    Envie uma resposta
    • Olá! Primeiramente, eu agradeço seu comentário!
      Sobre suas perguntas, eu posso te responder com base na minha experiência pessoal. Eu normalmente consigo ler bem na tela de um tablet até umas duas horas. Geralmente neste ponto, minha vista começa a dar sinais de incômodo, como dificuldade em focar, sensação de secura, etc. Isso não acontece com o Kindle comigo. Aliás, já li por 8 horas num único dia, com intervalos é claro, sem que com isso chegasse ao mesmo ponto de incômodo que eu descrevi.
      Eu considero a sensação de ler na tela do e-reader muito parecida com a sensação de ler no papel. Na prática, pode ser até melhor, já que você pode ajudar o tamanho da letra, e o contraste pode ser mais agradável do que alguns tipos de papel e impressão. Mas esta é minha opinião e percepção pessoal.
      Vale mencionar que já tivemos comentários de outros leitores que tem a percepção similar. Alguns até que afirmaram que passaram a ler mais depois de terem adquirido um e-reader. Há também o outro lado. Me lembro de um usuário que mencionou que não sente incômodo nenhum lendo no tablet, então ele não via necessidade de um e-reader. Isso varia de pessoa para pessoa, com certeza.
      Eu sugiro você dar uma olhada neste post onde eu explico como funciona a tela e-Ink, para você ter uma noção da razão desta melhor experiência de leitura:
      http://www.vidasempapel.com.br/como-funciona-tela-e-ink-dos-e-readers/
      Eu costumo dizer que, se a pessoa gosta de ler mas não gosta de ler na tela do computador, e a tela do tablet a incomoda, ela é um usuário em potencial de um e-reader.
      Caso você ainda não tenha lido, dê uma olhada neste post também:
      http://www.vidasempapel.com.br/vale-a-pena-comprar-um-kindle/
      Se tiver mais alguma pergunta, pode perguntar! 😉
      Um grande abraço!

      Envie uma resposta
  19. Bom dia Cris, estou na dúvida se compro um Kindle, o tablet a principio não me interessa, pois já tenho as diversas funcionalidades que ele oferece no notebook e no Smartphone. Minha dúvida é se conseguirei carregar outros pdf’s no kindle por meio de alguma conversão. Atualmente preciso ler muitos artigos científicos, isso na maioria das vezes em viagens ou até mesmo em casa, e com o notebook não fica muito confortável. Qual sua opinião? O que eu poderia utilizar como ferramenta para auxiliar o processo de leitura?
    Ah! e parabéns pelo post! .

    Envie uma resposta
    • Fábio, obrigada pelo seu comentário!
      Devo avisá-lo que a leitura de arquivos PDF em e-readers pode ser uma experiência muito variável. Se o arquivo tiver fontes de um tamanho razoável e bom contraste, você nem precisará se preocupar em converter, você conseguirá ler o arquivo original mesmo. Por outro lado, se a fonte for muito pequena, ou se a cor da fonte e a cor do fundo não oferecerem um contraste razoável, pode ficar difícil de ler. Vou sugerir alguns artigos para tentar esclarecer melhor estas questões.
      Primeiro, sobre a leitura de PDFs:
      http://www.vidasempapel.com.br/lendo-arquivos-pdf-no-kindle/
      E depois, dê uma olhada nesta série de arquivos que eu escrevi sobre conversão e otimização de arquivos PDF para ler em e-readers:
      http://www.vidasempapel.com.br/tag/Conversao-PDF/
      Lembrando que o ideal é tentar ler em formato PDF mesmo, no original. Dependendo da dificuldade na leitura, você poderá então partir para uma otimização (em vários casos, uma simples remoção da borda pode ajudar bastante) ou partir para a conversão, que eu considero ser a última opção.
      Espero que isso ajude. Se tiver mais alguma dúvida, pode perguntar.

      Envie uma resposta
  20. Oi, Cris!

    Melhor artigo sobre o assunto. Me ajudou muito!!! Vou de Kindle!

    Obrigada,

    Adriana
    São Paulo, SP

    Envie uma resposta
    • Adriana, obrigada pelo comentário, fico feliz que tenha te ajudado a tomar a decisão.
      E espero que você curta bastante o seu Kindle! 😉
      Um grande abraço!

      Envie uma resposta
  21. Cris, parabéns! Melhor postagem sobre e readers, pois parte do ponto de vista do leitor e não do colecionador de gadgets.
    Gostaria de saber se o aplicativo kindle para android conserva as mesmas funções que as q eu teria comprando o aparelho kindle, pois no windows phone ele apenas permite a leitura do texto e nada mais.
    Abraço!

    Envie uma resposta
    • Danielle, peço desculpas pela demora em responder seu comentário.
      Eu não possuo um dispositivo Android, mas acredito que o aplicativo seja bem parecido com o do iOS. Se for, ele é focado na leitura dos ebooks, e também permite que você marque trechos do texto, faça anotações, pesquise palavras no dicionário embutido ou na web, dentre outras funções. Era essa a sua dúvida?
      Ele é bem parecido sim com o e-reader Kindle em termos de funcionalidade, mas lembrando que a maior vantagem dos e-readers é a tela e-ink.
      Não sei se respondi sua pergunta, se tiver alguma dúvida é só perguntar, eu responderei quando voltar de férias, OK?
      Abraços!

      Envie uma resposta
  22. Oi Cris, pesquisei muito e ainda tenho dúvidas, adquiri um kindle, mas o problema é o tamanho das letras. Quando aumento a letra, a linha ultrapassa as medidas do aparelho e, eu não sei se todos são assim ou somente o meu, mas a tela trema até estabilizar e não é tão simples rolar para a direita /esquerda sem desconcentrar na leitura.
    Existe opção no mercado de ereaders maiores para facilitar a vida das pessoas que tem algum tipo de dificuldade visual (presbiopia, vista cansada…) ?

    Envie uma resposta
    • Regina,
      Peço desculpas pela demora em te responder. Eu saí de férias no Natal e estou voltando agora.
      Está me parecendo que você está lendo arquivos em formato PDF no seu Kindle, é isso mesmo? Pois este é o único formato que faz com que aconteça o que você descreveu. Acontece que o PDF é um formato problemático. Se você puder usar outro formato, como o MOBI, você terá resultados muuuuuuito melhores.
      O que eu sugiro é que você converta este arquivo PDF para o formato MOBI. Veja como fazer isso neste post aqui:
      http://www.vidasempapel.com.br/como-converter-ebooks/
      Não sei se a conversão ficará boa pois como eu te disse, o formato PDF é problemático, mas se ficar (você pode checar o resultado da conversão no próprio Calibre), com o arquivo MOBI você terá uma experiência de leitura muito diferente.
      E para constar, o formato PDF é uma dor de cabeça em todos os e-readers. O Lev tem um recurso que melhora um pouco, mas nada que não dê para fazer com aplicativos. Portanto, não precisa pensar em se desfazer do seu Kindle, a culpa não é dele. Converta o arquivo, veja como ele ficou, e use o arquivo em formato MOBI no Kindle, OK?
      Fique à vontade para enviar mais perguntas se tiver mais dúvidas.
      Abraços!

      Envie uma resposta
      • Obrigada. O arquivo que tenho é realmente em pdf.

        Envie uma resposta
    • Don, na verdade, o que pode pesar mais para abrir e ler um arquivo PDF é a complexidade das páginas. Por exemplo, se tiver muitas imagens, cores, fontes diferentes em pequenos trechos (como em uma única página), isso consome recursos do processador para exibir a página e pode se tornar um pouco mais lento na mudança de uma página para outra. Mas, a princípio, não deve afetar a leitura dos outros ebooks.
      Abraços!

      Envie uma resposta
  23. Estou tentando adotar essa vida sem papel, mas com muitas dúvidas sobre qual aparelho comprar. Definitivamente quero algo somente para ler, pois já tenho um smartphone que pode fazer quase tudo que um tablet faz: internet, jogos, vídeos, etc. Só que com uma tela pequena para longas leituras.
    O e-reader me parece a melhor escolha, no entanto, não gostei muito da experiência com o Kobo Aura HD de um amigo que estava tentando vendê-lo. Achei muito lento para fazer destaques, notas, ou mesmo navegar pelo livro. Outro problema que vi foi para ler apostilas ou livros em pdf.
    Talvez compre um tablet mais modesto, somente por conta da tela maior, ou então um Kindle Paperwhite, que parece não travar tanto quanto o Kobo. Vou continuar analisando o que seria melhor pra mim.

    Envie uma resposta
    • Gabriel,
      De fato, o Kindle Paperwhite é bem melhor neste quesito. No entanto, arquivos em formato PDF são problemáticos para qualquer e-reader. Realmente, no seu caso, fica difícil escolher.
      Se você não pretende fazer leituras muito longas, pode ser que o tablet seja a melhor opção em função de trabalhar melhor com o formato PDF.

      Envie uma resposta
  24. Gostaria de saber se posso fazer anotações riscar inserir notas como nos leitores do tablets uso pdf e epub faço muitas notas e sublinho muito.
    Tambem posso transferir arquivos do computador via cabo usb etc…
    Desculpe as perguntas, mas sou leito neste assunto mas me interessa muito um bom leitor tenho tablet mas de fato por algumas horas cansa.
    Parabens pelo excelente artigo.
    Gabriel

    Envie uma resposta
  25. Oi! Parabéns pelo site, muito bom. Através dele consegui entender as diferenças referentes à leitura entre um Kindle e um tablet. Vou comprar um Kindle e um iPad (ou um tablet qualquer, estou pensando, o que você daria como dica: tablet ou iPad?), já que o tablet trabalha melhor com PDF, ao contrário do Kindle. Sem contar que eu de fato precisarei das outras funções de um tablet. Tenho uma dúvida tola, de quem não entende muito mesmo: com uma caneta Stylus eu posso escrever no Kindle? Ou seja, como se dá a inserção de sublinhamento, notas e etc, no Kindle? Obrigado e, mais uma vez, parabéns por disponibilizar um conteúdo tão necessário.

    Envie uma resposta
    • Pergunto sobre a Stylus porque gosto de “tumultuar” com várias anotações aquilo que leio no papel.

      Envie uma resposta
      • Claro, se as anotações do kindle forem com um teclado virtual, também vou gostar. (Desculpe pela minha extrema ignorância, rsrsrs) Obrigado.

        Envie uma resposta
        • Será que um iPad do tamanho maior fica muito ruim e pesado para ler nele???

    • Leonardo, para destacar um texto no Kindle, você seleciona o texto com o dedo. Não adiantaria usar uma stylus porque ele não permite desenhar, entende? Eu acho melhor usar o dedo mesmo.
      Sobre a questão do tablet, eu pessoalmente prefiro o iPad, sem dúvida. Mas é minha opinião pessoal (eu tenho um iPad Mini 3 e um tablet Android da HP).
      Abraços!

      Envie uma resposta
  26. Mto bom seu Blog!! Estou acompanhando e já curti a página do facebook tb! 😉
    Seus post’s me esclareceram mtas dúvidas e me decidi em adquirir um e-reader da Kobo. Já até baixei vários livros grátis na Livraria Cultura e estou lendo com app Androide no Smartphone, mas depois poderei tb acessá-los no e-reader.
    Minha dúvida qto se iria preferir um Tablet era em relação aos formatos diferentes de cada livraria, mas se posso convertê-los(em sua maioria, os sem DRM) com o Calibre acho q não será um grande problema.
    A única dúvida q ficou é se poderei transferir os Epub’s pessoais q tenho no Notebook para o e-reader Kobo. A Kobo/Cultura, não tendo nuvem como a Amazon, permite transferir meus arquivos pessoais via USB ou Internet e armazená-los diretamente no Gadged? Pois no app Livros da Kobo não consigo acessar os Epub’s q tenho no Smarthphone (e utilizo o app Ebook Reader para isso).
    Grato desde já!! Obrigado

    Envie uma resposta
  27. Acho que não falou sobre os documentos em PDF que não estam configurados para a Leitura em algum E-reader. Mas, vc pode ler em qualquer tablet. Eu pesquiso matematica. Uso muitos livros pesados. Comprei o Lev e estou arrependido. Em questáo de luz e bateria é o forte do Lev ………

    Envie uma resposta
  28. Olá, Cris.

    Eu era um grande entusiasta dos e-readers. Faziam parte de meus planos futuros.

    Até que vi um. Foi uma decepção.

    Primeiramente o tamanho. Eles são ridiculamente minúsculos, o que força ter que trocar de página a todo instante. (Não têm tamanho de livro.) Eu simplesmente não esperava que eles fossem tão pequenos. Se isso já não fosse problema bastante, ainda tem a tela. Como é escura! Dá a impressão que você está lendo um livro velho ou um papel jornal bem vagabundo.

    A experiência de conhecer um e-reader “pessoalmente” foi bem frustrante para mim. Mas, na verdade, só vi dois até agora: o Lev, da Saraiva, e um Kindle básico. Então ainda resta esperança.

    Por isso pergunto: existem outros e-readers que tenham um tamanho decente e que tenham uma tela mais clara? O nome do Kindle Paperwhite me sugere que é feito de papel branco, em vez de papel jornal. Você o conhece? Sua tela é realmente mais agradável? Agradeço a resposta.

    Envie uma resposta

Participe e faça seu comentário