Como otimizar arquivos PDF com o k2pdfopt

Dando continuidade à série de tutoriais para converter arquivos PDF para leitura nos e-readers, como o Kindle e o Kobo, neste post eu vou falar sobre um aplicativo que uma leitora do Vida Sem Papel sugeriu (obrigada, Thainá!), que é o k2pdfopt. Veremos como usar este aplicativo para gerar uma versão otimizada do arquivo PDF que possa ser utilizado melhor pelo seu e-reader.

Note que este aplicativo não converte o arquivo PDF para outro formato, ele gera um novo arquivo PDF melhor ajustado para leitura em dispositivos móveis (como Kindle, Kobo e smartphones com telas menores). Se você quiser, poderá converter o PDF resultante em outro formato, mas a princípio você poderá usar este arquivo sem precisar convertê-lo.

Onde obter o k2pdfopt

Primeiramente, você precisará baixar o k2pdfopt para o seu computador. Note que este aplicativo não requer instalação, basta baixá-lo e executá-lo como veremos nos próximos tópicos.

Para baixá-lo, clique neste link. Do lado esquerdo (STEP 1) você deverá preencher o captcha (aqueles números embaçados), e depois clicar no botão no STEP 2 correspondente à versão desejada do k2pdfopt e ao seu sistema operacional.

Eu recomendo baixar a versão mais recente, que é a primeira que aparece no STEP 2 (no momento da publicação deste post, a versão mais recente é a v2.18). Clique no botão que corresponde ao sistema operacional que você utiliza.

Como eu disse, não precisa instalar este aplicativo, então baixe-o num diretório onde seja fácil de você encontrá-lo para usá-lo. No caso do Windows, você poderá baixá-lo para o seu Desktop. Se preferir, você pode também baixá-lo para qualquer outro diretório e criar um atalho para o Desktop.

Depois de baixá-lo, agora é só usar, como veremos nos próximos itens.

Nota: você pode explorar outros recursos baseados no k2pdfopt nesta página. Eles foram feitos por outras pessoas da comunidade, não pelo desenvolvedor oficial do k2pdfopt. Mas você encontrará alguns recursos interessantes, como uma interface gráfica melhor para Windows e interfaces gráficas para as outras plataformas.

Como usar o k2pdfopt no Windows

Como eu mencionei acima, o k2pdfopt tem uma simples interface gráfica disponível apenas na plataforma Windows. Para fazer a otimização de um arquivo PDF é bem simples: basta você arrastar o seu arquivo PDF e soltá-lo sobre o ícone do aplicativo k2pdfopt, ou você pode simplesmente dar um clique duplo sobre o ícone do aplicativo.

Será então aberta a janela da interface gráfica do k2pdfopt:

k2pdfopt 01

Se você arrastou um arquivo para o ícone, este arquivo aparecerá na lista de arquivos na parte superior esquerda da janela. Se você simplesmente clicou no ícone, você poderá agora arrastar e soltar os arquivos dentro da lista de arquivos, na área indicada na imagem abaixo:

k2pdfopt 02

Veja também que você pode adicionar arquivos clicando no botão ADD FILE, na parte superior da janela:

k2pdfopt 03

Nesta única janela, você terá várias opções para otimizar o seu arquivo PDF. Você pode já disparar a otimização do seu arquivo PDF com as opções como estão, mas antes eu quero apenas chamar sua atenção para algumas delas que vale a pena saber que existem, mesmo que você não precise mexer nelas agora.

A primeira coisa que você deve conferir é o dispositivo para o qual você está otimizando este arquivo PDF. Para isso, localize o campo Device no canto direito superior da janela:

k2pdfopt 04

Por padrão, a opção selecionada é o Kindle 1-5 (modelos sem tela touch). Clique para ver as outras opções disponíveis, e selecione a mais adequada.

k2pdfopt 05

Se você não encontrar uma opção adequada para seu dispositivo, você poderá customizar o tamanho da tela dele usando os campos, logo abaixo, de Width (largura) e Height (altura).

k2pdfopt 06

Você encontrará também outras opções na parte inferior esquerda da janela. A princípio, use como está, e se você perceber problemas no arquivo PDF resultante, experimente trabalhar com estas opções.

k2pdfopt 07

Você poderá também fazer um preview de como ficará seu arquivo com as opções que você selecionou. Para isso, primeiro clique no arquivo na lista para selecioná-lo. Depois, clique no botão Preview como indicado na figura abaixo:

k2pdfopt 08

Ele mostrará a primeirá página do arquivo, que geralmente é a capa. Se quiser ver outras página, basta clicar nos botões abaixo do painel de preview, selecionar o número da página desejada, e clicar novamente no botão Preview:

k2pdfopt 09

Para obter o melhor resultado para cada arquivo, você pode trabalhar com as opções disponíveis e checar no Preview como fica o arquivo resultante. Lembrando que você precisa clicar no botão Preview novamente cada vez que alterar alguma opção, para que a visualização seja atualizada.

Depois de tudo isso, quando achar que as opções estão todas OK, você poderá iniciar a otimização do(s) arquivo(s). Para isso, clique no botão Convert All Files:

k2pdfopt 10

A otimização iniciará, e você verá um painel que mostrará o progresso do processo, indicando o arquivo e as páginas que vão sendo processadas:

k2pdfopt 11

Ao final, você verá esta mensagem:

k2pdfopt 12

Você terá três opções: o botão Close, que fecha a janela sem fazer mais nada; o botão Open File, que abrirá o arquivo PDF otimizado; e o botão Open Containing Folder, que abrirá uma janela do Windows Explorer no diretório onde foi gerado o arquivo PDF otimizado.

Clicando em Open Containing Folder, note que o arquivo PDF otimizado possui o mesmo nome do arquivo original, com o acréscimo do sufixo _k2opt, como mostra a imagem abaixo:

k2pdfopt 13

Pronto! Agora é só transferir este arquivo para o seu leitor.

Você pode salvar as opções para usá-las novamente. Você pode salvar quatro perfis diferentes. Para isso, basta clicar e pressionar um dos botões Custom:

k2pdfopt 14

Ao clicar e pressionar, uma janela se abrirá para você dar um nome à customização feita, que será gravada naquele botão:

k2pdfopt 15

Clique em Save, e a customização será salva e o botão será renomeado para o nome que você definiu:

k2pdfopt 16

Para mais detalhes sobre a interface gráfica para Windows, assista este vídeo que o desenvolvedor disponibilizou onde ele mostra em mais detalhes como utilizar o k2pdfopt no Windows.

Como usar o k2pdfopt no MacOS e Linux

Como eu mencionei acima, a versão do k2pdfopt para MacOS e Linux não tem interface gráfica, mas não se assuste, não é difícil usá-la, como você verá.

Note que os exemplos e passos que vou citar é para o MacOS, que é a plataforma com a qual eu trabalho, mas eu acredito que no Linux será semelhante.

Então vamos lá. Se você acabou de baixar o arquivo, abra o Terminal (onde você dá comandos do sistema operacional). Entre no diretório para onde você baixou o k2pdfopt.

Execute o comando ls e confirme que o k2pdfopt está no diretório corrente. Se não estiver, vá para o diretório correto.

Agora execute o seguinte comando:

chmod 755 k2pdfopt

Veja o exemplo abaixo:

k2pdfopt 17

Agora ele está pronto para ser executado. Para executá-lo, digite:

./k2pdfopt

Ou você pode dar um clique duplo nele no Finder, como se fosse executar um programa gráfico. Em ambos os casos, você verá uma janela de Terminal com a saída abaixo:

k2pdfopt 18

Agora, basta você pegar o arquivo PDF que deseja otimizar, arrastá-lo e soltá-lo dentro desta janela.

O caminho do arquivo aparecerá na última linha da interface, como mostra a imagem abaixo:

k2pdfopt 19

Se não quiser arrastar e soltar, ou se tiver algum problema para fazer isso, você pode simplesmente digitar o caminho do arquivo.

Tecle Enter para confirmar, e o nome do arquivo aparecerá na frente do campo Selected Options:

k2pdfopt 20

Note que, quando utilizado desta forma, o aplicativo roda em comando de linha num modo interativo. Ou seja, você interage, digitando informações. Para customizar a otimização, veja as opções disponíveis apresentadas.

Para customizar (ligar ou desligar, ou passar parâmetros, dependendo do caso), digite a letra ou letras correspondentes à opção desejada e informe os valores conforme aplicável.

Por exemplo, se quiser que o arquivo PDF otimizado seja gerado colorido (por padrão, ele é gerado em tons de cinza pois os e-readers não tem tela colorida), digite a letra c e tecle Enter, como no exemplo:

k2pdfopt 21

As opções selecionadas aparecerão então na frente do campo Selected options:

k2pdfopt 22

Eu capturei a imagem acima antes de definir o arquivo para não confundir e ficar muita coisa no Selected options, por isso o nome do arquivo definido acima não aparece aqui.

Para iniciar a otimização do arquivo com os parâmetros definidos ou com os padrões, basta teclar o Enter. Você verá então o progresso do processo de otimização:

k2pdfopt 23

Quando o processo terminar, você verá a seguinte mensagem:

k2pdfopt 24

Note que ele mostra o caminho onde foi gerado o arquivo, que é o mesmo diretório onde estava o arquivo de origem, com o mesmo nome do arquivo origem acrescentando o sufixo _k2opt.

Tecle Enter. O aplicativo então encerrará.

Você pode também usar o k2pdfopt diretamente no comando de linha, passando parâmetros sem precisar utilizar o modo interativo. Acesse o site do desenvolvedor para conhecer os parâmetros disponíveis.

Sobre a customização dos parâmetros

É importante lembrar que, quando se trata de arquivos PDF, como eu costumo dizer, qualquer tipo de conversão ou otimização pode ter resultados imprevisíveis, dependendo do conteúdo do arquivo PDF.

Por isso, é bem possível que você precise usar os parâmetros que eu não explorei neste artigo para melhorar seu arquivo PDF.

Por exemplo, eu fiz um teste há algum tempo com um arquivo que tinha um detalhe bonitinho no canto de cada página com o número da página, mas ele era relativamente grande, e o conversor que eu usei na época entendeu que aquele número era parte do texto. Por isso, a cada trecho de texto, eu via o número do que seria aquela página no meio do texto.

O que eu fiz foi aumentar a medida da margem, de forma que o conversor cortasse fora esse número, que não me interessava já que eu estava refazendo o fluxo do texto. O k2pdfopt também oferece uma configuração similar, se necessário.

Pode ser que você encontre coisas assim, então não desista, procure checar se os parâmetros disponíveis podem te ajudar a melhorar o arquivo PDF otimizado.

Como usar o arquivo PDF otimizado

Depois de fazer a otimização do arquivo PDF com o k2pdfopt, você poderá usá-lo no seu dispositivo sem precisar de conversão.

No caso do Kindle, leia os posts Como transferir arquivos para o Kindle por email e Como usar o Send to Kindle no seu computador para ver como enviá-lo para sua biblioteca da Amazon. Note que em ambos os serviços providos pela Amazon tratados nestes posts, você pode fazer a conversão do formato PDF para o formato nativo do Kindle. Se quiser fazer isso, veja mais detalhes no post Como converter arquivos PDF para ler no Kindle através da Amazon.

Se você tiver alguma dúvida, sugestão ou dica sobre o k2pdfopt ou alguma outra ferramenta similar, faça seu comentário!

POR 228x90

Autor: Cristiane Ferreira

Cristiane Ferreira trabalha há 24 anos com Tecnologia da Informação, principalmente na área de Internet. Ela curte tecnologia e gosta muito de escrever, e também gosta de ajudar as pessoas a navegar no mundo dos eletrônicos e Internet.

Compartilhe este artigo no

26 Comentários

  1. Não sei se isso ocorreu a todos, mas acabo de usar a versão mais recente disponível e o botão “Convert” não está aceitando somente um clique para iniciar o processo. Assim como nos botões “custom”, tive que clicar e manter clicado por 3 segundos, e então o processo iniciou.

    Envie uma resposta
  2. Parabéns pelo site!!

    Esse programa realmente é muito bom, mas estou tendo dificuldade em manter tabelas (sem ficarem em modo de texto apenas) com ele. Sabes me informar como faço isso?

    Obrigado e mais uma vez parabéns pelo trabalho!

    Envie uma resposta
  3. Tenho o lev e no k2pdfopt no campo Device, ele não aparece. Então qual das opções é o mais parecido com o lev pra eu marcar ?

    Envie uma resposta
    • O Lev já vem com a função reflow, é só ativar nos arquivos pdf. Embora o Lev tenha esse diferencial, eu recomendo você comprar um kindle por conta deste possuir um hardware e um software (excetuando a opção reflow) mais avançado. Meu Lev quebrou depois de três meses.

      Envie uma resposta
  4. Incrível sua objetividade, poder de síntese e paciência (depois de 21 anos de TI isso é quase um milagre…) para explicar cada aplicativo com tamanha riqueza de detalhes. Parabéns!!! Ouso dizer que vc é um exemplo para todos nós (se alguém discordar, não ligue. Vc é um exemplo pelo menos para mim…)
    Cheguei agora ao seu site (indicação de um amigo) e fiquei impressionado pela solidez do conteúdo, pelo profissionalismo demonstrado, pela atenção aos detalhes e pelos elevados princípios morais demonstrados em seus posts.
    Saiba que não é fácil arrancar um elogio de mim, mas estou aqui, escrevendo tudo isto porque, vendo tanta besteira na internet, achei que vc merece.
    Que o Pai ilumine sempre o seu caminho.

    Envie uma resposta
    • Juarez,
      Muitíssimo obrigada por seu comentário, fico muito feliz de ver a avaliação que você fez do que você encontrou aqui no Vida Sem Papel. Eu também agradeço pelos comentários sobre meu trabalho aqui, obrigada! Eu fico realizada em ver que os leitores apreciam o conteúdo que eu escrevo, isso vale o esforço.
      Amém, e que o Pai ilumine sempre o seu caminho também.
      Um grande abraço!

      Envie uma resposta
  5. Olá tudo bem, aprendo muito com suas postagens e seu blog é favoritado no meu navegador e nos feeds, sempre que tem coisa nova eu venho ler.
    Tenho estudado as formas que você postou e gostaria de pedir uma atenção para a conversão de livros técnicos em pdf para leitores de livros, particularmente eu uso o Kindle PaperWhite.
    Tenho feito conversões e alguns ficam com caracteres irreconhecíveis, mas enfim, seria muito interessante se fizesse uma postagem um pouco direcionada a esse assunto.
    Outra sugestão, vejo que você gostaria de se alongar mas não o faz para ficar tudo muito extenso. Não seria o caso de criar um manual ou algo do tipo sobre cada assunto, assim quem tivesse interesse em se aprofundar poderia ler e você não ficaria preocupada com limite do que escrever.
    Claro que se isso for de sua vontade é claro, é só uma sugestão. Talvez você prefira manter as postagens mais curta e a galera vá descobrindo por conta própria.
    Mais uma vez obrigado.

    Envie uma resposta
    • Walter, muito obrigada por seu comentário e sugestões!
      Sobre a questão da conversão de arquivos PDF, a grande questão é que a qualidade do resultado de uma conversão depende muito mais do arquivo PDF sendo convertido do que da ferramenta usada ou mesmo do e-reader. Mas com base no seu comentário, eu acho que é importante escrever um post explicando um pouco mais sobre isso, e talvez um tutorial mais adaptado para arquivos com conteúdo técnico, como você mencionou (imagino que você se refere a arquivos com mais imagens, certo?).
      Quanto aos caracteres estranhos, pode ser só uma questão de encoding. No conversor, é comum que ele não saiba qual encoding foi usado no arquivo PDF e usa o UTF-8, por exemplo. Mas se não for este o encoding usado, todos os caracteres especiais (acentos, símbolos) ficam bichados no resultado final. Será que é este o caso?
      Quanto à extensão dos posts, eu costumo levar um post até o ponto onde não fique muito cansativo para o leitor. Estou pensando em escrever alguns ebooks ou fazer vídeos de cursos, mas infelizmente a falta de tempo me impediu até agora. Mas eu penso em explorar alguns assuntos com mais profundidade sim.
      Agradeço mais uma vez seu comentário e seu apoio! E continue mandando sugestões, OK? Mesmo se eu estiver muito enrolada para executá-las, eu não esqueço não.
      Um grande abraço!

      Envie uma resposta
  6. Cris

    Parabéns por este tutorial. Já usei uma vez o programa e o resultado foi bom. No entanto, lendo este tutorial tive uma ideía mais precisa da incrível capacidade deste pequeno programa.
    Ocorre-me agora uma idéia, qual seja, pegar o pdf criado pelo k2pdfopt, otimiza-lo com o Adobe Acrobat Pro XI (o que significa reduzir drasticamente o tamanho do arquivo) e tentar convertê-lo com o Calibre para ePub, com e sem o processamento heurístico ligado.
    Como você é uma pessoa experiente e criativa, pergunto-lhe o que você acha desta idéia. Será que dará certo? Obrigado.

    Envie uma resposta
    • Fernando, para ser sincera, só testando mesmo. Pois o maior problema quando falamos em conversão do formato PDF é o arquivo em si. Ou seja, pode ser que você pegue um arquivo, faça a conversão sem nenhum outro tipo de pré-formatação ou otimização, e fique bom. Pode ser que você faça tudo isso, e ainda não fique bom.
      Eu nunca usei o Adobe Acrobat Pro, mas se você for usá-lo só para reduzir o tamanho, se no final das contar você quer converter o arquivo, talvez este passo possa ser pulado.
      Mas, infelizmente, não dá para ter ideia. Só testando mesmo. E ainda assim, você poderá ver resultados bem diferentes de PDF para PDF.

      Envie uma resposta
  7. Meia vida depois, vejo o post. Sou sua leitora mais relapsa! Cris, parabéns! Ficou super completo o post. E muito obrigada por ajudar a divulgar essa maravilha acadêmica. Sucesso!

    Envie uma resposta
    • Muito obrigada, Thainá! Que bom que você gostou, fico feliz.
      Se tiver mais alguma questão, dúvida ou sugestão que eu possa transformar em novos posts, é só falar. E agradeço a sua sugestão que deu origem a este post, e pretendo ainda explorar o k2optpdf um pouco mais em breve…
      Um grande abraço!

      Envie uma resposta
  8. Cris Ferreira, gostaria de saber se existe possibilidade de imprimir todos os destaques que fiz dos livros que li no Kindle. Eles estão todos armazenados no Kindle, mas gostaria de poder imprimir. Abraços,

    Envie uma resposta
    • Ana, existem duas possibilidades, vou dar uma pincelada nelas e se você tiver dúvidas, volte a perguntar, OK? Nas duas possibilidades, a ideia é você ter acesso a estes destaques (ou anotações, também funciona para elas) em arquivo ou no browser. Com isso, você pode copiá-las e colá-las num editor de textos e imprimir de lá, por exemplo, ou imprimir direto da fonte mesmo (no browser, por exemplo).
      Então vamos às possibilidades:
      1. Se os ebooks que você leu são ebooks pessoais (ou seja, são arquivos seus e não foram comprados na Amazon): Neste caso, só existe uma opção, que é usar o arquivo My Clippings, onde ficam as anotações e destaques. Eu escrevi um post detalhando como acessar e usar este arquivo, veja:
      http://www.vidasempapel.com.br/anotacoes-no-kindle-my-clippings/
      2. Se os ebooks que você leu foram comprados na Amazon: neste caso, além de usar o arquivo My Clippings, que também funciona, você poderá acessar os destaques e anotações através do browser. Veja um post sobre isso:
      http://www.vidasempapel.com.br/destaques-e-anotacoes-no-kindle/
      Se tiver alguma dúvida específica sobre um destes procedimentos, você poderá fazer sua pergunta na área de comentários do respectivo post, OK? Assim se outro leitor tiver uma dúvida similar, verá sua pergunta e a resposta lá.
      Um grande abraço!

      Envie uma resposta
      • Cris, muito obrigada. Usei a página de highlights no site da Amazon, que a princípio me assustou pq achei que sendo da Amazon americana, meus destaques não estariam ali. Mas vieram todos eles e já transferi para meu editor de textos. Tudo de bom pra vc. Abraços,

        Envie uma resposta
        • Ana, de fato a página de highlights não está traduzida, eu esqueci de avisar. Mas fico contente que você conseguiu usá-la sem problemas.
          Obrigada e tudo de bom para você também. Abraços!

  9. Complementando: baixei, instalei e converti vários PDF’s para o meu Kindle Fire HD, mas ‘alguma coisa’ não deu certo.

    Vou verificar com mais atenção e postar aqui.

    Gostei muito do programinha. Simples, mas eficiente!

    Envie uma resposta
    • Gilmar,
      Sim, eu também gostei do k2pdfopt. Se quiser dar mais detalhes sobre o problema, posso tentar ajudar.
      Tente abrir o PDF resultante no próprio computador, assim você já terá uma ideia do resultado para poder tentar ajustar melhor. Dependendo do PDF, tem que fazer muitos ajustes para ele ficar bom.
      Abraços!

      Envie uma resposta
  10. Olá Cris! – Incrível post, hein! Aliás, mais um de alto nível e capricho.

    Eu “às vezes” tento baixar um PDF com o app para Chrome (Save as PDF), para eu poder ler/reler depois com mais calma.
    Além, claro, de enviar os arquivos para meu kindle fire com o “Send To Kindle”.

    Ás vezes também compartilho postagens que acho interessante e útil nas Redes, sempre informando o “criador”.

    Em alguns sites/blogs eu consigo na boa, mas noutros há algum tipo de bloqueio.

    Claro que entendo que as pessoas tentam (e devem) proteger seus trabalhos, criações, etc. Há, sabemos, muitos ‘clonadores’ e maus intencionados na Web.

    Paulo Coelho (claro, já bilionário…rs), permite que copiem e divulguem seus livros à revelia. Ele ‘crê’ que isso “ajuda mais do que atrapalha”?

    Qual a sua opinião, visão e percepção disso?
    No teu site o bloqueio existe?
    abç.

    Envie uma resposta
    • Oi Gilmar,
      Sobre os artigos para ler depois, eu gosto de usar o Pocket e ler no iPad ou iPhone, é bem prático. Eu escrevi um post sobre isso:
      http://www.vidasempapel.com.br/para-ler-depois-pocket/
      Sobre o bloqueio que você mencionou, eu não sei exatamente do que você está falando pois não sei a forma que você usa para obter os posts, e até onde sei eu não tenho nada assim neste blog (a menos que algum plugin que eu tenha instalado faça isso sem eu saber).
      Mas se você quer divulgar um conteúdo que gostou, eu confesso que não acho esta a melhor forma de fazer isso. Ao invés de reproduzir o conteúdo de um post de outro autor, o ideal é você simplesmente divulgá-lo. Veja um exemplo neste post aqui, onde eu comentei e apontei para o post original de outro blog:
      http://www.vidasempapel.com.br/atualizacao-automatica-de-livros-no-kindle/
      Quanto ao uso do conteúdo de um site, cabe ao autor definir como ele prefere. Neste blog, você encontrará os termos de uso num link lá embaixo, no rodapé. Eu já tive problemas de ver um post meu copiado por completo, até as imagens, em outro site. Comecei então a colocar uma marca d’água nas imagens. Eu não gosto disso, eu preferiria trabalhar com as imagens limpas, mas gosto menos ainda de ver o conteúdo que eu trabalhei para preparar gerando tráfego no site de outro blogger, porque ele tem um rank maior que o meu no Google. E como é um site que distribui livros pirateados, não dá nem para tentar explicar para o cidadão o conceito de respeito a direitos autorais.
      De qualquer forma, eu coloquei o meu blog com direitos autorais reservados pois tenho a intenção de lançar produtos comerciais (como ebooks) no futuro a partir dele. Por isso, preciso garantir que este conteúdo esteja reservado. Mas isso não quer dizer que os usuários não possam ler e usar o conteúdo à vontade, não quero impedir os leitores de aproveitarem o conteúdo nem de o divulgarem (exceto reproduzindo o conteúdo sem permissão).
      Quanto ao Paulo Coelho, ele sim pode se dar ao luxo de usar a estratégia que ele quiser e se arriscar. O nome dele já vende. Quem sabe um dia eu chego lá… 😉
      Um grande abraço!

      Envie uma resposta
      • Olá, Cris.
        Respondo com meu kindle, por isso serei breve.
        Repetindo: você capricha em todos posts, mas este post ficou pra lá de excelente.
        Sobre o que eu disse é: quando gosto de uma postagem de qualquer site, tento baixar com a extensão “Save as PDF” do Chrome para “eu” poder ler depois. Porquê? – às vezes tenho que trabalhar off-line e o PDF do conteúdo me ajuda muito.
        Nunca tive ou terei intenção de baixar o PDF e depois compartilhar/divulgar. Isso é insano, atrasado e desleal. Se gosto compartilho via Twitter, FACE, Google+, etc.
        E você faz muito bem em proteger teus posts. Principalmente tendo novas ideias e projetos.
        Sou um dos que admira muito teus esforços, talento, habilidades e inteligência.
        – Eu me referi ao P. Coelho, que NÃO leio e não gosto, por ter passado por experiência parecida. Em vez combater e proteger conteúdos, ele os espalhou livremente. E não acho que seja porque ele é rico e famoso. Quando um hacker quer botar pra rodar, nada o impede (Exceto o tempo).
        Haja visto nos torrents. O que está à disposição lá é um absurdo!
        É isso Cris. Espero que tenha entendido o que eu quis dizer e minhas intenções.
        Parabéns pelo belo e sério trabalho com o qual nos brindam com frequência.
        Desculpe-me se não consegui ser claro e/ou misturei as bolas.
        abç

        Envie uma resposta
        • Gilmar,
          Agora entendi bem o que você disse, agradeço o esclarecimento. E quanto a salvar artigos para ler depois, eu acho que não existe nenhum bloqueio no meu blog para isso. Se você não tiver conseguido, me avisa, posso tentar ver o que está acontecendo.
          E eu também costumo fazer isso bastante, de salvar artigos para ler depois. Eu uso o Pocket (até já escrevi sobre ele) pois depois eu leio os artigos no iPhone ou iPad. Para ler no Kindle, há a extensão Send to Kindle, não sei se você já experimentou, mas é bem prática. Eu também já escrevi sobre esta extensão:
          http://www.vidasempapel.com.br/paginas-web-send-to-kindle/
          Dependendo de como você usa, talvez esta extensão seja ainda mais prática para você.
          Muito obrigada pelos elogios e pelo apoio, Gilmar! Fico muito agradecida!
          Um grande abraço!

    • Gilmar, complementando, eu acho super válido trabalhar com conteúdo gratuito para atrair o público sim. Este blog inteiro segue este princípio. Pretendo, antes de disponibilizar conteúdos comerciais, disponibilizar conteúdos gratuitos, para que os leitores conheçam o meu trabalho e determinem se vale a pena pagar pelo conteúdo comercial ou não.
      Muita gente usa este tipo de tática com muito sucesso.
      O importante é sempre respeitar o autor e usar o conteúdo conforme ele autoriza.
      Um grande abraço!

      Envie uma resposta
  11. Parabéns!
    Continuo gostando muito deste site e tenho indicado para as pessoas.
    [–editado pela moderação–]

    Boa leitura.

    Envie uma resposta
    • José, eu agradeço muito seu comentário e suas indicações deste site para seus amigos.
      Eu devo avisá-lo que editei seu comentário pois você mencionou um site que disponibiliza ebooks pirateados (ou seja, distribuídos sem a autorização do detentor dos direitos autorais). Note que o responsável pelo site pede que as pessoas enviem ebooks comprados para ele (e ele não faz menção alguma quanto à autorização devida para distribuição dos mesmos).
      Mas agradeço novamente seu apoio e continue acompanhando o blog, acredito que você encontrará mais dicas relevantes para você.
      Um grande abraço!

      Envie uma resposta

Participe e faça seu comentário