Amazon lança novos modelos de Kindle e Kindle Fire

De uma tacada só, a Amazon lança nos Estados Unidos cinco (!) novos modelos da família Kindle, sendo dois novos e-readers e três novos tablets Kindle Fire. Vamos conhecer melhor cada um deles…

Novos e-readers

Foram lançados dois novos e-readers, um que substitui o Kindle básico, e um novo modelo, o Kindle Voyage, que passa a ser o top de linha da família de e-readers. Da família antiga, ficou o Kindle Paperwhite.

Vale mencionar que no anúncio oficial, a Amazon finalmente admitiu o aumento de memória do Kindle Paperwhite, que agora passa a ter 4GB, oficialmente.

Não confunda estes equipamentos com o Kindle Fire, que vou mencionar abaixo. Os e-readers são leitores de ebooks, com tela e-Ink, e o Kindle Fire são tablets com sistema operacional Fire OS, onde pode-se instalar apps da Amazon AppStore (portanto, não são só para leitura de ebooks, eles servem para várias outras tarefas como qualquer tablet).

Kindle (básico)

kindleO e-reader chamado apenas de Kindle, que muitos chamam de Kindle básico para não confundir, ganhou novidades. Agora ele tem tela touch (finalmente!) e, segundo a Amazon, um processador 20% mais rápido.

Ele também passa a ter o dobro de espaço para armazenamento de ebooks, contando agora com 4GB. Lembrando que este é o total, deve-se descontar o espaço ocupado pelo sistema operacional, dicionários, manual, etc.

Ele mantém a tela e-Ink de 6 polegadas, sem luz embutida. Ele pesa 191 gramas e suas dimensões são 16,9 x 11,9 x 1,02 cm.

Se o Kindle básico já era um bom e-reader, agora com tela touch ele tornou-se uma ótima opção. Nos Estados Unidos, o preço é o mesmo do modelo anterior, US$79,00 com special offers (propagandas na tela de descanso) ou US$99,00 sem (lembrando que a opção de comprar com special offers está apenas disponível para moradores dos Estados Unidos).

Kindle Voyage

O Kindle Voyage é o novo membro da família, e já chega com o slogan de “o e-reader mais avançado da Amazon”. Ele também é o mais fino, com dimensões de 16,2 x 11,5 x 0,76 cm e pesando apenas 180 gramas.

Ele tem a tela e-Ink com a tecnologia do Paperwhite, mas com maior resolução, de 300 PPI (a do Kindle Paperwhite é 212 PPI). Como o tamanho da tela em si permanece o mesmo, isso dá um efeito visual de maior definição na imagem.

Kindle VoyageAlém disso, a Amazon explica que trabalhou no material do vidro da tela para que ele seja ainda menos reflexivo, e que o trabalho para fazer isso também deu uma textura um pouco diferente à tela, que faz parecer que você está tocando papel (essa eu quero testar!).

A luz frontal também foi melhorada em relação à do Paperwhite, sendo 39% mais potente. Além disso, ele agora ajusta a luz de acordo com a luz do ambiente, sem precisar de ajustes manuais para isso, mas ainda permitindo o ajuste manual, se o usuário desejar.

Outra novidade em relação à luz que eu achei interessante é que, quando se está lendo no escuro, ele vai diminuindo a luz ao longo da leitura, pois os olhos tendem a acostumar com o ambiente escuro, e depois de algum tempo a luz padrão que estava agradável passa a ser forte. Por isso, ele faz esta redução automaticamente.

A Amazon também introduz neste modelo o PagePress, que é uma nova forma de mudar as páginas do ebook durante a leitura. Com uma leve pressão do seu dedo na moldura do Kindle, onde há uma marcação, ele detecta isso e passa para a próxima página. Não precisa nem levantar o dedo. E para ter certeza que ele “sentiu” o toque, você sentirá uma leve vibração.

Há duas opções para este modelo, com ou sem o 3G gratuito. O modelo sem 3G está US$199,00 (US$219,00 sem special offers) e o modelo com 3G sai por US$269,00 (US$289,00 sem special offers).

Novos Kindle Fire

Além de novos e-readers, a Amazon também lançou três novos modelos do seu popular tablet, o Kindle Fire, incluindo um modelo para crianças…

Kindle Fire HDX 8.9

Como o nome sugere, O Kindle Fire HDX 8.9 tem tela de 8.9 polegadas com display HDX de 339 PPI e resolução de 2560×1600 (segundo a Amazon, ele tem 30% mais pixels que o Retina Display do iPad). Ele possui Dynamic Light Control, que controla automaticamente a cor das páginas do livro (na app do Kindle) para parecer com papel em diferentes condições de iluminação.

kindle fire hdx 8.9Ele conta com um processador Quad-core de 2.5 GHz e processamento gráfico 70% mais rápido que o modelo anterior. Também possui áudio de alta qualidade Dolby 5.1, é 20% mais leve que o iPad Air (375 gramas, na versão sem 4G) e possui dimensões de 23,1 X 15,8 X 0,78 cm.

Ele tem uma câmera frontal HD e câmera traseira de 8MP, que tira fotos em alta definição e faz vídeos em 1080p HD. Ele também possui o serviço de suporte MayDay, onde um técnico de suporte da Apple dá suporte via conferência por vídeo e pode também fazer alterações e correções remotamente no dispositivo.

Há modelos disponíveis com 16GB, 32GB e 64GB de armazenamento, e há modelos com conectividade 4G (incluindo uma versão desbloqueada). Os preços começam em US$379,00 na versão 16GB com special offers.

Kindle Fire HD

kindle fire hd 7O novo Kindle Fire HD está disponível em dois tamanhos, com telas de 6 e de 7 polegadas (chamados de Fire HD 6 e Fire HD 7, respectivamente), e em cinco cores. Possui display de alta resolução, com 252 PPI para o modelo de 6 polegadas e 216 PPI para o de 7 polegadas, ambos com resolução de 1280 x 800.

Conta com um processador Quad-core de até 1.5GHz, peso de 290 gramas e dimensões de 16,9 X 10,3 X 1,07 cm para o Fire HD 6, e peso de 337 gramas e dimensões de 19,1 X 12,8 X 1,06 cm para o Fire HD 7.

Ele possui áudio Dolby Digital, câmera frontal VGA e câmera traseira HD de 2MP. Ambas as versões tem modelos com 8GB e 16GB de armazenamento interno.

Os preços começam em apenas US$99,00 pelo Fire HD 6 com 8GB, com special offers.

Kindle Fire HD Kids Edition

Agora chega uma novidade na família: um Kindle Fire voltado para o público infantil, batizado de Kindle Fire HD Kids Edition. E a Amazon insiste em dizer que este é um tablet de verdade, não um brinquedo. Ele já vem com um apelo muito interessante: 2 anos de garantia total – se a criança quebrá-lo, eles trocam (lá nos Estados Unidos, ainda não temos este dispositivo no Brasil).

kindle fire hd kids editionAlém disso, ele vem com um ano grátis do novo serviço Amazon FreeTime, que dá acesso ilimitado a mais de 5000 livros, filmes, programas de TV, apps educacionais, tudo voltado para o público infantil. Este parece ser a versão infantil do Kindle Unlimited.

Este modelo vem em duas versões, de 6 e de 7 polegadas, e em 3 cores. Note na foto que ele vem com uma case emborrachado colorido, que segundo a Amazon faz o tablet ser “duro na queda”.

Ele também vem com controle para os pais, que permite dentre outras coisas determinar o conteúdo adequado por idade que é permitido que o filho tenha acesso, e o tempo limite diário para assistir vídeos, por exemplo.

A página da Amazon não mostra ainda os detalhes da especificação técnica deste modelo. O preço é de US$149,00 para o modelo de 6 polegadas e US$189,00 para o modelo de 7 polegadas.

Nova versão do Fire OS

E aproveitando a nova enxurrada de Kindles, a Amazon também anunciou a nova versão do sistema operacional do Kindle Fire e do Fire Phone, o Fire OS 4 “Sangria”.

Ele é baseado no Android KitKat e traz várias funcionalidades a mais para integrar os dispositivos ao ambiente da Amazon. Por exemplo, apenas os aplicativos da Amazon AppStore podem ser instalados, ele não aceita aplicativos da Google Play Store.

Todos os modelos da quarta geração do Kindle Fire já virão de fábrica com esta versão do Fire OS, e os modelos da terceira geração e o Fire Phone poderão ser atualizados via Internet.

Novos serviços

A Amazon também anunciou, juntamente com os novos Kindles, algumas novas funcionalidades e serviços, mas ainda não está claro se é algo restrito aos novos modelos, ou se todos os usuários do ambiente da Amazon passarão a ter acesso a eles.

O que mais me chamou a atenção foi o Family Library, que permite a você associar seu usuário com o de seu cônjuge/parceiro(a) e filhos. Desta forma, além de poder baixar e ler os ebooks que você comprou, vocês todos poderão compartilhar suas bibliotecas.

Agora sim! Eu só espero e torço para que o Family Library esteja disponível para todos os usuários. E tenho certeza que muitos leitores do blog também amarão esta notícia. Vamos ficar ligados, assim que mais informações forem disponibilizadas sobre estes novos serviços, eu publicarei aqui.

Conclusão

Há algumas semanas atrás, quando descobriu-se que o Kindle Paperwhite estava começando a ser distribuído com 4GB de armazenamento, alguns sites acharam que a Amazon não ia ter nenhum lançamento novo de Kindle este ano. Eles não poderiam estar mais errados!

Dentre os e-readers, eu gostei muito da atualização do Kindle básico, acho que se mantendo o preço ele passa a ser uma excelente opção para quem não quer gastar muito com um e-reader.

Quanto ao Kindle Voyage, as novidades são interessantes, mas se lá nos Estados Unidos ele começa na faixa de preço do Kindle Paperwhite 3G, é bem possível que ele chegue aqui no Brasil por volta de R$700,00. Se for assim, eu acho muito caro.

E por falar em chegar ao Brasil, ainda não temos informação de quando estes novos modelos chegarão por aqui. Vamos torcer para que seja logo. Lembrando que a linha Kindle Fire ainda não é vendida no Brasil, somente os e-readers estão disponíveis para nós brasileiros.

Deixe sua opinião: o que achou dos novos lançamentos? Algum modelo te chamou a atenção? Ficou com vontade de trocar seu e-reader ou tablet antigo?

Autor: Cristiane Ferreira

Cristiane Ferreira trabalha há 24 anos com Tecnologia da Informação, principalmente na área de Internet. Ela curte tecnologia e gosta muito de escrever, e também gosta de ajudar as pessoas a navegar no mundo dos eletrônicos e Internet.

Compartilhe este artigo no
Career Category (Portuguese)468x60

29 Comentários

  1. Olá, bom dia tudo bem? Eu pedi para minha mãe trazer um KINDLE para mim dos EUA, contudo ela trouxe um FIRE TABLET AMAZON 8GB, e como eu preciso para leituras, eu gostaria de saber se ele se assemelha ao e-reader original kindle. O meu medo é se a tela cansa a vista ou é igual aos KINDLE normal. Obrigado.

    Envie uma resposta
    • Jean, o Fire é uma linha de tablets da Amazon, eles são produtos diferentes dos e-readers. Ou seja, este que você adquiriu é um tablet como o Galaxy Tab, por exemplo, a diferença é que ele usa a versão do Android customizada pela Amazon, que é o FireOS. Portanto, a tela dele é uma tela LCD como de qualquer outro tablet, não é a tela e-ink dos e-readers, infelizmente.

      Envie uma resposta
  2. Achei seu blog agora e estou adorando, alguém sabe me dizer se o compartilhamento familiar está funcionando mesmo e se tem no Brasil?

    Envie uma resposta
    • Muito obrigada pelo comentário, Izabela. Parece-me que o recurso de compartilhamento familiar ainda não está disponível no Brasil. Eu chequei no meu recém comprado Kindle Paperwhite, e ele não tem o menu onde se faria o registro, de acordo com o manual… Que pena, estou esperando ansiosamente por este recurso, foi uma das primeiras coisas que testei no meu novo Kindle.

      Envie uma resposta
      • Pois é, li no manual mas não achei nada na Amazon brasileira, pode ser questões relacionadas às editoras mesmo, mas continuo na torcida que esse recurso chegue a nós também, os ebooks por aqui ainda têm um preço alto (em alguns casos, claro) e seria muito bom poder compartilhar em casa como faço com os físicos.

        Envie uma resposta
        • Izabela, eu também gostaria de ver uma forma de compartilhar legalmente meus ebooks com as pessoas. A Amazon tem um serviço assim, onde você pode emprestar um ebook para um amigo (sem precisar do compartilhamento familiar), mas o problema é que a maioria das editoras restringem o empréstimo a apenas uma vez por ebook, e este serviço também não está disponível no Brasil.
          Em termos de tecnologia, não vejo dificuldade nenhuma em implementar isso. O problema é a vontade mesmo.
          Mas vamos torcer que pelo menos o compartilhamento familiar chegue logo ao Brasil…
          Um grande abraço!

  3. Olá Cris,

    Se eu pedir para algum familiar trazer dos eua um kindle voyager, a configuraçao pode ser feita tranquilamente depois aqui no BR com meu nome?

    Envie uma resposta
    • Oi Monica,
      Sim, se seu familiar trouxer o Kindle aberto fora da caixa, ele nem entra nos $500 da quota (pois é considerado livro, de uso pessoal, mas só se não estiver na caixa). E quando você o receber, basta registrá-lo com seu usuário da Amazon brasileira. Se seu familiar já tiver registrado com outro usuário, ou se ele vier registrado (quando a gente compra na Amazon americana, ele já vem registrado), basta “desregistrar” e registrar novamente com seu usuário da Amazon brasileira.
      Abraços!

      Envie uma resposta
      • Legal saber!
        Obrigada Cris.
        Um abraço.

        Envie uma resposta
  4. Olá, Cris.

    Adorei o seu post. Uma pena ainda não termos aqui no Brasil o Kindle Fire e Kindle Voyage. Talvez ano que vem eles estejam disponíveis.

    Como sempre arrasou no artigo e nos detalhes das especificações.

    Abraços!!

    Envie uma resposta
    • Muito obrigada, Fernanda!
      Eu desconfio que o Kindle Voyage deve estar demorando para chegar por causa da alta do dólar (imagina o preço que ele terá se chegar agora…). Quanto ao Kindle Fire, não sei porque não chegou ainda. Esta semana a Amazon AppStore está fazendo um ano, e nada de Kindle Fire ainda. Será que é por causa dos preços também? Afinal, nos Estados Unidos o grande apelo destes tablets é justamente o baixo preço. Se eles não conseguirem trazer o Fire por um preço viável, ele fica sem mercado, pois aqui tem muito tablet xing-ling barato.
      Um grande abraço!

      Envie uma resposta
  5. Eu já estava muito afim e ansioso para comprar um Kindle Paperwhite para mim, mas agora que vi que vão lançar essas versões fiquei com dúvidas se devo esperar ou não.

    Por enquanto eu resolvi esperar para ver o preço oficial do Voyage aqui no Brasil e também estou achando que vai sair pelo preço parecido com o Kobo Aura, mas se for esse preço vou escolher o paperwhite mesmo.

    Vocês acham que eu devo esperar mais um pouco? E compensaria comprar o Paperwhite de 4 gb ou o de 2 gb mesmo?

    Envie uma resposta
    • André,
      Eu não sei se a Amazon já está distribuindo o Paperwhite de 4GB, o site não fala nada. Se você pretende usar muitos arquivos PDF, o espaço pode ser uma questão importante, já que estes arquivos tendem a ser beeeem maiores do que arquivos MOBI/AZW.
      O problema de esperar é que não sabemos se o lançamento pode ser agora ou só pro Natal. Ou seja, não dá para ter ideia de quanto tempo você terá que esperar.
      Se você tivesse interesse pelo modelo básico, eu diria para esperar sim, com certeza. Mas se é pelo Paperwhite, talvez não tenha necessidade não. Só realmente se a questão do espaço for crítica para você, ou se você quiser esperar uma nova promoção de queima de estoque, pois se o Paperwhite aqui no Brasil ainda é o de 2GB, pode ter certeza que eles farão uma promoção para vender todos eles antes da chegada dos novos.
      Um grande abraço!

      Envie uma resposta
      • Valeu Cris, seu site é fenomenal, já está favoritado e curtido!
        Realmente acho que não vou precisar de mais espaço, acho que o de 2GB será suficiente, principalmente se vier junto com uma boa promoção rsrs.
        Um grande abraço também!

        Envie uma resposta
        • Muito obrigada, André Lucas!

  6. Cris, parabéns pela vanguarda do post.
    Tenho uma dúvida: Com o tablet Kindle Fire HDX 8.9 tem tela de 8.9 polegadas consigo ler outros e-book’s adquiridos por exemplo na saraiva (sem DRM) e outros documentos em pdf ou epub ? O tablet tem entrada USB ? Obrigado.

    Envie uma resposta
    • Oi Índio,
      O Kindle Fire é um tablet como um iPad ou Galaxy Tab (guardando as diferenças técnicas de cada um, claro), mas a maior diferença é que ele suporta apenas os aplicativos da Amazon AppStore. Ou seja, se existir na Amazon AppStore o aplicativo para a loja que você quer usar, então sim, você poderá ler seus ebooks no Kindle Fire.
      Para que você mesmo possa confirmar isso, basta entrar na Amazon AppStore e procurar pelo aplicativo de cada loja que você tenha interesse:
      http://www.amazon.com.br/mobile-apps/b/?_encoding=UTF8&camp=1789&creative=9325&linkCode=ur2&node=6446175011&tag=visepa07-20
      Só para mencionar, eu procurei pela app da Saraiva e do Kobo, e não encontrei. Se isso for uma questão muito importante para você, então seria melhor optar por um tablet mais aberto, que use o Android nativo mesmo ou um iPad.
      Um grande abraço!

      Envie uma resposta
  7. Gostei do novo Kindle básico, embora esteja acostumado com a mudança de página pelos botões, possivelmente vai melhorar a forma de inserir anotações. (e raramente precisei de luz, já tenho uma lanterninha mesmo 😀 ).

    Um sinal de que talvez não demorem a vir, é que o Kindle antigo já esgotou na Amazon BR.

    Agora, só resta esperar promoções como geralmente ocorrem (quem sabe no Natal).

    Envie uma resposta
    • Paulo, eu também gosto do botão físico para mudar as páginas. Acho que foi por isso que eles colocaram o tal Page Press no Kindle Voyage, mas poderiam ter feito algo mais simples para os demais modelos também.
      Quanto às promoções, a Amazon fez várias promoções este ano (teve até a promoção de inverno, que talvez tenha recebido este nome pela falta de algum feriado ou data óbvia para justificá-lo), acho que eles podem soltar mais uma promoção em outubro, talvez pro dia dos professores (pois acho que dia das crianças não tem um apelo muito óbvio para o Kindle, a menos que eles lançassem aqui o Kindle Fire Kids Edition até lá, quem sabe…).

      Envie uma resposta
  8. Não sei se é lenda urbana pois nunca comprei, mas parece que livros importados não pagam impostos. O Kindle se enquadra nisso? Poderia comprar esse novo por US$99,00 na Amazon Americana com entraga no Brasil e não pagar nada mais?

    Envie uma resposta
    • Livros impressos de fato não pagam impostos de importação. Eu mesma já trouxe vários dos Estados Unidos, e já comprei para entregar aqui, isso é fato.
      A Receita Federal autorizou a entrada do viajante com o Kindle sem pagar impostos desde que o viajante esteja carregando o Kindle consigo, e ele já esteja configurado e sendo usado (ou seja, se caracteriza não como um presente mas como um objeto de uso pessoal). Veja este artigo:
      https://tecnoblog.net/34358/kindle-na-bagagem-nao-paga-imposto-confirma-a-receita/
      Ou seja, se você tiver como ir aos Estados Unidos e comprar um Kindle para trazer consigo (eu fiz isso), ele não é taxado e não entra nos US$500 de quota.
      Um grande abraço!

      Envie uma resposta
        • De nada! Acabei de ver que tinha uma palavrinha errada, que era “entrada do viajante” ao invés de “entrega do viajante”, eu já corrigi. Mas só para esclarecer, caso esta troca de palavras tenha deixado dúvida, se você comprar um Kindle na loja americana e mandar entregar aqui, eles vão cobrar o imposto de importação já na Amazon, e sai uma facada. A liberação do imposto é só para quem traz o Kindle consigo mesmo.
          Um grande abraço!

  9. Tomara que chegue looogo, assim baixa o preço do paperwhite e eu compro o meu o quanto antes!!! 🙂

    Envie uma resposta
    • Paula, não sei se o preço do Paperwhite vai baixar com a chegada nos novos modelos, pois o Paperwhite ainda está entre os modelos atuais.
      Mas vira e mexe a Amazon faz promoções, acho que se esperar um pouquinho, você consegue um preço melhor (quem sabe para o dia dos professores?).
      Um grande abraço!

      Envie uma resposta
  10. KKKKK comprei meu paperwhite na Bienal do Livro esses dias, com um bom desconto… acho 700 muito caro, mas com certeza esse novo será caro.
    Por questão da luz, o paperwhite ja tem uma luz bem forte, eu não consigo usar ele com mais de lvl 15 de luz, pois fica muito forte, mesmo no escuro.
    Quanto a tela parecer papel, a do paperwhite ja se parece com papel no toque (pelo menos compare com muito livro que ja tive), se esse outro tiver uma tela mais parecida com papel, eu ficaria doido pra comprar ele, quem sabe ano que vem quando chegar no Brasil.

    Envie uma resposta
    • Luiz, quanto à luz do Kindle, você precisará de luz mais forte quando estiver em um ambiente muito iluminado, à luz do dia, ao contrário do que pode parecer. Por exemplo, esta questão da luz do Kindle Voyage ser mais forte deve ser um apelo para quem gosta de ler ao ar livre, ao lado da piscina, com o sol incidindo na tela. A luz do dispositivo ajuda a melhorar a visibilidade mesmo com a luz externa intensa. Faça um teste com seu smartphone e você verá que ele funciona do mesmo jeito.
      E quanto a tela parecer papel, essa eu quero testar!
      Um grande abraço!

      Envie uma resposta
      • Sim, realmente, o celular funciona dessa forma, mas como ainda não usei o kindle ao ar livre, com alta luminosidade ambiente, não tive este problema.
        De qualquer forma, bem interessante isso com relação ao ar livre, eu não utilizo e nem me vem a cabeça quando vou precisar utilizar nestas condições, mas pode ser que no futuro venha a precisar utilizar, geralmente utilizo mais ele no transporte público e em locais “ao ar livre” porém não em incidência de sol diretamente.
        Mas com certeza o kindle (ou poderia ser qualquer bom e-reader do mercado) foi uma das melhores compras que ja fiz, tem me ajudado muito, principalmente com a faculdade, que como faço EAD, muito do que utilizamos está em PDF e com ele posso estudar no caminho do trabalho por exemplo sem problema nenhum.

        Envie uma resposta
        • Luiz, imagino como o Kindle deve estar te ajudando mesmo. Agradeço você ter compartilhado sua opinião e experiência conosco.
          Quanto a ler no sol, eu mesma nunca usei também. Mas pelo jeito deve ter gente que usa, pois sempre tem uma foto de alguém na praia com o Kindle nas fotos promocionais do site da Amazon.
          Um grande abraço!

Participe e faça seu comentário